Cotidiano

Homem morre após beber garrafa de licor em apenas dois minutos; veja

O homem participava de uma competição amadora de bebidas alcoólicas para ganhar cerca de R$ 64; assista o vídeo

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
O homem bebeu todo o líquido destilado, de teor alcoólico de 35%, e desmaiou em seguida
fonte: Reprodução/Twitter
O homem bebeu todo o líquido destilado, de teor alcoólico de 35%, e desmaiou em seguida

Um homem morreu após beber uma garrafa inteira de licor em menos de dois minutos. Ele participava de uma competição amadora em Limpopo, na África do Sul, quando ingeriu a bebida alcoólica da marca Jägermeister em um "tempo recorde".

continua após publicidade

Conforme a imprensa local, o morador, que não foi identificado, visitava a aldeia de Mashamba, quando aceitou participar de um desafio que  incentivava os competidores a beberem da garrafa o mais rápido possível. O prêmio era 10 libras para o campeão, o equivalente a R$ 64.

O homem bebeu todo o líquido destilado, de teor alcoólico de 35%, e desmaiou em seguida. O porta-voz da polícia local, Brig Motlafela Mojapelo,  explicou que a vítima ainda foi levado para uma clínica da região, mas que não resistiu e morreu na unidade de saúde.

continua após publicidade

Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram pessoas aplaudindo enquanto ele engolia o digestivo alemão. Assista o vídeo no final da matéria.

A polícia de Waterval, nos arredores de Louis Trichardt, abriu um inquérito após o “incidente de aparente uso indevido de álcool”. De acordo com a imprensa sul-africana, a competição é realizada com frequência na lojas de bebidas locais na aldeia de Mashamba.

Porém, o que também chama a atenção é o licor da marca Jägermeister que causou a morte do homem possui "ingredientes misteriosos". O destilado, apreciado em vários países, leva em sua composição cascas de laranja e limão, alcaçuz, anis, açafrão, gengibre, zimbro e ginseng, entre outros ingredientes, mantidos em segredo pela empresa que o fabrica.

continua após publicidade

Assista:


Fonte: Informações do Metrópoles.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News