Cotidiano

Homem é suspeito de matar esposa grávida e sogra a tiros

O suspeito alegou à polícia que teve um surto quando cometeu o crime

Da Redação ·
Rosemary Gomes de Mello, de 67 anos, e Nahaty Gomes de Mello, 33
fonte: Reprodução/Redes Sociais
Rosemary Gomes de Mello, de 67 anos, e Nahaty Gomes de Mello, 33

Na última sexta-feira (13), um crime bárbaro foi registrado pela Polícia Militar (PM) de Nova Friburgo, Rio de Janeiro. Um homem assassinou a esposa, que estava grávida de seis meses, e a sogra, de 67 anos a tiros. O sogro também foi baleado e está internado no Hospital Raul Sertã. 

continua após publicidade

De acordo com o relato do suspeito à polícia, ele sofreu um surto. A gestante Nahaty Gomes de Mello, de 33 anos, que trabalhava como juíza de paz, e a mãe, Rosemary Gomes de Mello, foram encontradas mortas em andares diferentes da casa.

As autoridades foram chamadas para atender à ocorrência e por volta das 22h chegaram no local. Um pai de Nahaty, de 75 anos, foi encontrado pelos agentes na frente da moradia. Ele informou aos policiais que havia sido baleado na boca pelo genro. 

continua após publicidade

Ao entrarem no portão do imóvel, os agentes encontraram o suspeito, que precisou ser contido e algemado, e, ao entraram na residência, se depararam com a sogra do suspeito na sala, já sem vida.

Ainda durante uma averiguação na casa, os policias localizaram o corpo de Nahaty. Ela estava no segundo andar do imóvel, morta em cima da cama do casal. Havia uma pistola calibre 9mm e munições ao lado do corpo da jovem. 

Socorristas do Corpo de Bombeiros foram acionados, mas apenas constataram o óbito das vítimas. O pai da gestante foi encaminhado para um hospital. 

continua após publicidade

A Polícia Civil informou que o suspeito será indiciado por dois feminicídios consumados, aborto e tentativa de homicídio. Somadas, as penas dos crimes podem chegar a 84 anos.

Com informações; G1.