Cotidiano

Homem é suspeito de matar cachorro da namorada por ciúmes

O homem alegou para a companheira que o cachorro havia fugido durante um passeio. Investigações da Polícia Civil comprovaram o contrário

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Cachorro que teria sido morto por homem que teria ciúmes da relação da namorada com o animal
fonte: Reprodução/Polícia Civil
Cachorro que teria sido morto por homem que teria ciúmes da relação da namorada com o animal

Um homem é suspeito de matar o cachorro da namorada por sentir ciúmes da relação dela com o animal de estimação, na cidade de Goiânia, Estado de Goiás. Conforme o g1, o homem chegou a ser preso, mas foi solto pelo Poder Judiciário.

continua após publicidade

Conforme a Polícia Civil (PC), a mulher namorava há cerca de três meses o homem, que não foi identificado, e que o suspeito sempre criticava a forma que ela tratava seu cachorrinho de estimação. Ainda conforme a PC, uma das vezes que ele ficou com o animal no apartamento da namorada, ele o agrediu e afirmou que o motivo seria ter sido mordido.

Em uma segunda vez que a dona deixou o animal com o namorado, o cão desapareceu. O casal saiu para jantar e, apenas após a refeição, o suspeito informou para a companheira que teria saído para passear com o cachorro e ele fugiu.

continua após publicidade

De acordo com informações, a mulher fez cartazes pedindo ajuda para encontrar o bichinho e divulgou na internet. Durante as investigações, no entanto, a Polícia descobriu, por meio das câmeras de segurança, que o namorado nunca saiu com o cachorro na guia para passear, conforme o relatado para a companheira.

O homem foi filmado saindo com uma mochila pesada do apartamento. A suspeita é que o animal estivesse dentro dela.

Na última sexta-feira (08), o suspeito foi preso e indicou o local onde o corpo do animal foi jogado. O cachorro foi encontrado morto em um matagal às margens da Marginal Botafogo. Ao ser interrogado, o homem se manteve em silêncio e não respondeu nada aos policiais. 

continua após publicidade

Como foi solto pela Justiça, ele responde em liberdade por maus-tratos a animais, com pena de até 6 anos de prisão. A reportagem do g1 não conseguiu contato com o advogado de defesa do homem, uma vez que a sua identidade não foi revelada.


Fonte: Informações do g1.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News