Cotidiano

Homem é preso após ser acusado de matar cachorro na praia

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Homem é preso após ser acusado de matar cachorro na praia
fonte: Reprodução

O advogado Zali Grilo Neiva, de 45 anos, foi preso, na tarde de quinta-feira (18/2), suspeito de matar o próprio cachorro afogado, na Praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro.

continua após publicidade

Segundo banhistas, o homem estava com uma mulher e um buldogue francês na praia. Logo depois, Zali começou a forçar o animal a entrar no mar, com o bicho aparentando resistência.

O advogado insistiu e o cão acabou morrendo afogado. Testemunhas chamaram Guarda Municipal do Rio. Zali acabou sendo levado para a 12ª DP (Copacabana) e preso por maus tratos.

continua após publicidade

“Eles (Zali e uma mulher) estavam alcoolizados e o proprietário do cachorro levou o animal para o fundo do mar. O cão resistiu e não queria ir e ele, mesmo assim, forçou o cachorro a entrar e o levou para o fundo. Ele se afogou e, quando ele tirou o cachorro da água, ele já não estava mais respirando”, afirmou a tenente da Polícia Militar Greice, que atendeu a ocorrência na praia.

Com informações de: Metrópoles 

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News