Cotidiano

Homem afirma ser ‘juiz’ e tenta e tenta tomar vacina; veja

Da Redação ·

Um homem sem máscara se apresentou como juiz e provocou um tumulto ao tentar furar a fila de vacinação no Centro Municipal de Saúde Vila Canoas, em São Conrado, no Rio de Janeiro. Acompanhado da mulher, ele ofendeu os profissionais que se recusaram a) atendê-los e discutiu com outras pessoas presentes no local.

continua após publicidade

A Polícia Civil já identificou o homem e informou que não se trata de um juiz. Um termo circunstanciado foi instaurado na 15ª DP (Gávea), e o homem, convocado para prestar depoimento. De acordo com o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, a pessoa envolvida no caso não pertence a seus quadros. 

Imagens feitas por testemunhas mostram o momento em que o casal é barrado pelos servidores na entrada da unidade de saúde. Uma pessoa então alerta que vai chamar a polícia quando o homem perde o controle e começa a gritar alegando ser magistrado.

continua após publicidade

“Chama lá, chama lá, eu sou juiz. Chama lá, eu sou juiz, seu merda”, vociferou o homem. Em seguida, ele emendou: “Aqui está aberto para cuidar da gente, não para não cuidar da gente, tá entendendo, seu merda?”. E finalizou: “Pode botar na internet”.

Uma servidora da unidade de saúde relatou a ÉPOCA que o casal chegou ao posto de saúde sem máscara para que a mulher fosse vacinada. Os dois foram advertidos para colocar o equipamento de proteção, mas resistiram. Apenas a mulher cedeu e foi autorizada a entrar para solicitar a imunização.

“Ela mostrava um calendário de vacinação antigo e nós tentamos mostrar que aquele não era o dia dela, que as datas haviam mudado e ela não aceitava. Então ela tentou falar com a gerente, mas ficou reclamando que não entendia as informações porque a gerente estava de máscara e pediu para tirar. A gerente disse que não e os dois se alteraram”, afirmou a servidora.

continua após publicidade

A profissional de saúde acrescentou que o homem tentou coagir os servidores enquanto esteve na unidade. “Ele dizia que não ficaria barato, pois é juiz, que vamos nos arrepender, que vamos ver com ele, que conhece a polícia”, relatou.

A Secretaria Municipal de Saúde informou, por meio de nota, que a senhora que aparece no vídeo tem 73 anos, idade que não estava incluída na faixa etária que receberia doses no dia 19 de março. Nessa data, de acordo com o calendário de vacinação, deveriam ser vacinados homens com 75 anos. A secretaria também confirma que precisou chamar a polícia até o local. O caso aconteceu na sexta (19)

Veja:

continua após publicidade

 Homem afirma ser ‘juiz’ e tenta e tenta tomar vacina; veja - Vídeo por: Reprodução