Gravação mostra ofensiva de 'juiz dos ingleses' contra quem recusou pagar propina - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Cotidiano

Gravação mostra ofensiva de 'juiz dos ingleses' contra quem recusou pagar propina

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Além de comandar uma organização que cobrava propinas para expedir sentenças, o juiz Leonardo Safi de Melo, da 21ª Vara Cível Federal, impunha retaliações àqueles que eram procurados pelo grupo, mas se recusavam a fazer os pagamentos. O magistrado, que chegou a ser preso na Operação Westminster e agora está em liberdade monitorada, foi denunciado pelo Ministério Público Federal nesta segunda, 3.

Segundo a Procuradoria, o juiz escolhia processos milionários, usava intermediários para se aproximar de uma das partes da ação e pedia uma 'comissão' para expedir precatórios.

No documento de 179 páginas, o Ministério Público Federal traz detalhes do suposto esquema, relevado à Polícia Federal por dois advogados que alegam ter sido coagidos pela organização criminosa. Orientados pelos investigadores, eles chegaram a participar de ações controladas, incluindo encontros gravados, como estratégia para colher provas e expor o modus operandi do grupo.

Em determinado momento das negociações, sobre um processo de desapropriação de imóveis rurais pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) que se arrasta há décadas, o juiz e o diretor da Vara, Divannir Ribeiro Barile, apontado com seu braço direito no esquema, percebem que os advogados não vão pagar a propina cobrada. Em uma conversa por telefone, interceptada pelos investigadores, os dois discutem estratégias para uma ofensiva jurídica que prejudique o processo.

Além do juiz e do diretor, o Ministério Público Federal denunciou o perito Tadeu Rodrigues Jordan que, segundo os investigadores, era escalado para analisar processos e tinha parte da remuneração desviada, e as advogadas Deise Mendroni de Menezes e Clarice Mendroni Cavalieri, que ajudariam a lavar o dinheiro através da simulação de contratos de prestação de serviços. Se o caso for aceito pela Justiça, o magistrado responderá por corrupção passiva, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Os promotores apontaram ainda pelos menos outros 18 casos em que foram encontrados indícios da atuação do grupo criminoso. Por isso, o Ministério Público Federal pediu à Justiça que autorizasse abertura de inquéritos para apurar cada um deles.

COM A PALAVRA, A DEFESA DO JUIZ LEONARDO SAFI DE MELLO

O advogado Leonardo Massud, que defende o juiz Leonardo Safi de Melo, informou que vai se manifestar sobre a denúncia quando seu cliente for notificado oficialmente.

COM A PALAVRA, OS CRIMINALISTAS RUBENS DE OLIVEIRA E RODRIGO CARNEIRO MAIA, DEFENSORES DE DEISE MENDRONI DE OLIVEIRA

"Trata se de denúncia recente, o qual esta defesa técnica ainda não teve conhecimento, bem como ainda não foi alvo de recepção pelo E. TRF-3"

COM A PALAVRA, OS DEMAIS DENUNCIADOS

Até a publicação desta matéria, a reportagem ainda buscava contato com os demais denunciados. O espaço está aberto a manifestações.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Gravação mostra ofensiva de 'juiz dos ingleses' contra quem recusou pagar propina"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.