Governo faz propaganda para questionar 'interesses nem sempre claros' na Amazônia - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Cotidiano

Governo faz propaganda para questionar 'interesses nem sempre claros' na Amazônia

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Uma campanha publicitária sobre a Amazônia lançada pelo governo federal nas redes sociais, nesta sexta-feira, 30, tenta defender a atuação do Palácio do Planalto na defesa do bioma e atribuiu à divulgação de informações "irresponsáveis", um supostos desprezo pelas "importantes conquistas ambientais" do País.

As peças surgem na esteira do desgaste da semana passada provocado pela retirada de agentes de combate a incêndios florestais, por falta de recursos e da pressão contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e a uma semana de um grupo de embaixadores europeus sobrevoarem a Amazônia, acompanhados do governo federal.

Em um vídeo da campanha, o governo cita "interesses que nem sempre são claros" na preservação da Amazônia e reclama da falta de reconhecimento de ações.

"Informações falsas e irresponsáveis desconsideram as importantes conquistas ambientais já alcançadas em benefício do Brasil e do mundo. O governo do Brasil trabalha para conservar, garantindo sustento para quem vive da terra", diz a mensagem.

Em 2020, a Amazônia vem registrando recordes na expansão do desmatamento. Apenas de janeiro a junho, dados do próprio governo apontavam aumento de 25% nos alertas de destruição da floresta, na comparação com o mesmo período de 2019. Entre o agosto de 2019 e julho de 2020, o desmatamento cresceu 34%, conforme dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

A pressão interna e externa ajudou a arranhar a imagem do governo de Jair Bolsonaro na área ambiental, o que tem gerado cobranças de diferentes setores e levado a gestão a buscar reações.

De acordo com a Secretaria de Comunicação do governo, o objetivo da campanha é abordar o "trabalho do governo federal na região, com foco na conservação da natureza em harmonia com a prosperidade das pessoas". Conteúdos acerca do tema serão publicados nas redes sociais até meados da próxima semana.

No texto que acompanha o vídeo, o governo afirma que "a Amazônia possui riquezas que o mundo todo conhece e parte deseja". O material ressalta, ainda, que "conservar a natureza é responsabilidade de nós, brasileiros".

O teor coincide com as manifestações do presidente Jair Bolsonaro a respeito das críticas que recebe na área ambiental. Em discurso na Cúpula de Biodiversidade das Nações, em 30 de setembro, o presidente acusou organizações não governamentais de cometerem crimes, sem apresentar evidências, e reclamou da "cobiça internacional" na floresta brasileira.

"Rechaço de forma veemente a cobiça internacional sobre a nossa Amazônia. E vamos defendê-la de ações e narrativas que agridam a interesses nacionais", declarou, à época.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Governo faz propaganda para questionar 'interesses nem sempre claros' na Amazônia"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.