Cotidiano

Gore defende papel ativo do sistema financeiro no combate às mudanças climáticas

Da Redação ·

O ex-vice-presidente dos Estados Unidos e ambientalista Al Gore exortou o sistema financeiro a exercer papel ativo no combate às mudanças do clima. "A crise climática requer atenção de todos os investidores e participantes do mercado", disse, durante conferência sobre o tema promovida pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS).

continua após publicidade

Gore, que é presidente da gestora voltada à sustentabilidade Generation Investment Management, afirmou que os desafios climáticos representam, ao mesmo tempo, riscos ao comportamento dos ativos tradicionais e "a melhor oportunidade de investimentos da história". "A revolução sustentável tem o potencial para remodelar o mundo completamento para o melhor, ao transformar nossas relações com empresas, meio ambiente e entre humanos", destacou.

Segundo o ex-vice-presidente americano, na última década, eventos climáticos extremos custaram US$ 2,5 trilhões à economia global, aumento de mais de US$ 1 trilhão em relação aos dez anos anteriores. Ele citou dados que mostram que a humanidade emite 162 milhões de toneladas poluentes na atmosfera por dia. "O impacto da crise climática piora mais rapidamente do que antigamente", comentou.

continua após publicidade

Para Gore, agentes do mercado deveriam seguir o exemplo de vários governos e se comprometer com emissão zero de carbono até 2050. "O mundo merece a liderança no sistema financeiro para lidar com a crise climática", ressaltou.

No mesmo evento, a Secretária-Executiva do Secretariado para a Convenção em Diversidade Biológica da Organização das Nações Unidas (ONU), Elizabeth Mrema, afirmou nesta quarta-feira que o setor financeiro no mundo tem um papel importante para a conservação ecológica e deveria atuar mais inclusive com o foco em negócios nesta área.

"Deveria haver mais atenção para as oportunidades de investimentos em biodiversidade em vários segmentos, como uso de terras e sistemas de produção de alimentos, que geram bons retornos", disse Elizabeth Mrema durante a conferência global Green Swan de coordenação do setor financeiro com questões climáticas, promovida pelo BIS.