Mais lidas

    Cotidiano

    Cotidiano

    Fundo do BID para Amazônia pode chegar a US$ 1 bilhão, diz Hamilton Mourão

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 19.03.2021, 11:13:00 Editado em 19.03.2021, 11:20:13
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta sexta-feira que o fundo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para Amazônia pode chegar a US$ 1 bilhão em recursos para a região. Presidente do Conselho Nacional da Amazônia, Mourão disse que a criação do fundo foi proposta em 2019.

    "Inicialmente acho que vão começar a trabalhar com recursos do próprio banco e vão buscar doações. O dado que eu tenho aí é que poderia chegar a US$ 1 bilhão, (cerca de) R$ 5,5 bilhões", disse em conversa com jornalistas na chegada à vice-presidência nesta manhã.

    Mourão ressaltou que o novo fundo é similar ao Fundo da Amazônia, que reunia doações da Noruega e Alemanha, mas foi paralisado após declarações do presidente Jair Bolsonaro e do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que questionaram a iniciativa.

    Sobre o novo fundo do BID para a região, Mourão destacou que ainda é preciso "construir a arquitetura" de funcionamento da iniciativa, como quem será responsável por gerenciar os projetos em que os recursos serão aplicados. Segundo ele, a área econômica do governo é responsável por definir isso.

    "É similar ao fundo Amazônia, não vejo grandes diferenças entre um e outro", comentou. "O que acontecesse é o seguinte: os Estados que têm que ter os projetos porque projetos de parte do governo federal impactam no teto de gastos aí nós teríamos que buscar uma solução junto à Economia, junto ao Congresso para que recursos de doações não impactassem o teto de gastos. Essa solução hoje não tem", observou.

    Mourão também comentou sobre a reunião que teve na quinta-feira com embaixadores e representantes da Alemanha, Noruega, Estados Unidos, União Europeia e Reino Unido. "Nós vamos entregar o Plano Amazônia 2021/2022, já aprovado pelo presidente Bolsonaro, para os representantes das nações amigas para que eles tenham conhecimento, que é uma coisa que eles cobram sempre, do que nós estamos fazendo", mencionou.

    Uma nova reunião com os representantes estrangeiros deve ocorrer na semana que vem para a apresentação dos dados mais recentes de combate ao desmatamento e queimadas, informou o vice-presidente. Ele também disse que o retorno do Fundo Amazônia está condicionado ao governo "conseguir índices realmente substanciais na queda do desmatamento".

    Uma das metas é reduzir em 30% o desmatamento no período de 1º de agosto de 2020 a 31 de julho deste ano. Mourão citou que esse período corresponde ao ciclo de medição do Prodes, sistema do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Fundo do BID para Amazônia pode chegar a US$ 1 bilhão, diz Hamilton Mourão"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.