Cotidiano

Ex-secretário da Casa Civil é alvo de investigação sobre crédito consignado

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Ex-secretário da Casa Civil é alvo de investigação sobre crédito consignado
fonte: Polícia Federal
Ex-secretário da Casa Civil é alvo de investigação sobre crédito consignado

Na manhã desta quinta-feira (3), o ex-secretário da Casa Civil do governo, Cid Gomes, foi alvo de busca e apreensão, em uma operação que investiga o suposto esquema ilícito de crédito consignado na folha de servidores estaduais. 

continua após publicidade

Segundo informações da Polícia Federal do Ceará, também foram apreendidos veículos de luxo, obras de arte e dinheiro com os envolvidos. Além das apreensões, houve o bloqueio de contas bancárias e investimentos que totalizam, junto com os objetos apreendidos, R$ 106 milhões, valor movimentado pelo esquema criminoso.

A operação tem como objetivo apurar supostas irregularidades entre os anos de 2008 e 2014, na gestão do ex-governador Cid Gomes. 

continua após publicidade

De acordo com a PF, o esquema envolve crimes de associação criminosa, corrupção, fraude em licitação, crimes contra o sistema financeiro nacional e lavagem de dinheiro. A Polícia Federal afirma que o ex-genro de Arialdo Pinho, atual secretário de Turismo do Estado, seria o gestor de uma das empresas que comandou o esquema.

"Nesse primeiro momento, as pessoas que sofreram as medidas mais drásticas de prisão temporária são as pessoas que, diretamente, participaram do esquema na montagem de toda engrenagem para fraudar a licitação e obter os recursos. As pessoas que sofreram busca e apreensão são pessoas que participaram do esquema e, de uma forma ou outra, se beneficiaram do esquema", disse o delegado Dennis Cali.

Os crimes resultaram em enriquecimento ilícito dos investigados em detrimento do sistema financeiro nacional e dos servidores públicos estaduais do Ceará, obrigados a arcar com juros mais elevados em operações de crédito.

continua após publicidade


Com informações: G1.