Cotidiano

Ex-jogador Eto’o é condenado a 22 meses de prisão por fraude fiscal

O valor, equivalente a cerca de R$ 21 milhões, foi fraudado no período entre 2006 e 2009, quando Eto’o defendia o Barcelona

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
O ex-jogador camaronês admitiu a fraude e aceitou e pena
fonte: Divulgação
O ex-jogador camaronês admitiu a fraude e aceitou e pena

O ex-jogador de futebol Samuel Eto’o foi condenado a 22 meses de prisão por fraude de 3,8 milhões de euros ao Tesouro Público da Espanha enquanto atuava no Barcelona.

continua após publicidade

O valor, equivalente a cerca de R$ 21 milhões, foi fraudado no período entre 2006 e 2009, quando Eto’o defendia as cores do time catação. O ex-jogador camaronês admitiu a fraude e aceitou e pena. José Maria Mesalles, ex-representante de Eto’o, foi condenado a um ano de prisão. As informações são da agência EFE.

“Reconheço os fatos e vou pagar, mas que saibam que eu era criança na época e que sempre fiz o que meu pai me pedia para fazer”, afirmou Eto’o, referindo-se a Mesalles. Por não terem antecedentes criminais, terem reconhecido a fraude e reparado parte do dano, Eto’o e seu ex-representante não sofrerão execução da condenação.

continua após publicidade

Porém, o ex-jogador, condenado por quatro crimes contra o Tesouro Nacional, pagará quatro multas no valor de aproximadamente R$ 9,6 milhões, uma para cada crime.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News