Cotidiano

Estudo: Coronavac apresenta resposta imune em crianças

96% dos participantes, que tinham entre 3 e 17 anos, desenvolveram anticorpos contra o coronavírus

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Estudo: Coronavac apresenta resposta imune em crianças
fonte: LILLIAN SUWANRUMPHA / AFP
Estudo: Coronavac apresenta resposta imune em crianças

Nesta segunda-feira (28) foi publicado uma pesquisa na revista científica "The Lancet Infectious Diseases", sobre o efeito da vacina contra a Covid-19 Coronavac, em crianças e adolescentes. O imunizante, que no Brasil é produzido pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, apresentou uma forte resposta imune neste grupo, além de ser segura. Os participantes tinham entre 3 a 17 anos.

continua após publicidade

O estudo foi feito em duas etapas na China e contou com cerca de 550 crianças e adolescentes. De acordo com os testes, 96% dos voluntários desenvolveram anticorpos contra a SARS-CoV-2 depois de completaram a imunização contra a doença, ou seja, tomarem as duas doses da vacina. 

Os voluntários tiveram apenas dor no local da injeção como reação adversa. 

continua após publicidade

Conforme o professor e pesquisador do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (USP), o imunologista Daniel Bargieri, os dados são promissores, pelo fato da vacina induzir uma resposta do sistema imunológico contra a Covid-19, primeiro passo para saber se uma vacina é indicada para determinado grupo. “Essa resposta de 96% ter sido mais alta do que nas outras faixas etárias é animadora”, disse.

Porém, o imunologista destacou que esse dado não deve ser confundido com a eficácia contra o vírus. “Ainda não podemos dizer que a vacina é eficaz nessa faixa etária. Para isso, é necessário um estudo de fase 3, que não foi feito ainda. Mas como ela foi capaz criar mais resposta imunológica, é muito provável que seja eficaz nessa faixa etária”, afirmou.