Cotidiano

Empresas demitem casal envolvido em caso de racismo

O caso gerou revolta na web, após Mariana Spinelli e Tomás Oliveira acusarem o instrutor de Surf Matheus Ribeiro, que é negro, de ter roubado a própria bicicleta elétrica.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Empresas demitem casal envolvido em caso de racismo
fonte: Reprodução
Empresas demitem casal envolvido em caso de racismo

O casal de jovens que foram acusados de racismo após questionarem se um jovem negro teria roubado uma bicicleta no Leblon, foi demitido de seus empregos. As informações partiram do jornal, O Globo.

continua após publicidade

Mariana Spinelli e Tomás Oliveira questionaram no último sábado (12) o instrutor de surfe Matheus Ribeiro da Cruz se a bicicleta elétrica na qual estava era dele mesmo, insinuando que o item pudesse ser a dela, que havia sido furtada.

Matheus chegou a gravar o fim da abordagem do casal e publicado em suas redes sociais, após ter precisado provar para eles que a bicicleta era sua, por meio de fotos antigas e até mesmo com a chave do cadeado.

continua após publicidade

O instrutor de surfe disse que o casal só desistiu de acusá-lo após testarem a chave que o casal possuía na tranca da bicicleta de Matheus. Ao ver que não abria, o casal pede desculpas e vai embora, aos gritos irritados de Matheus, que prestou depoimento nesta terça na 14ª DP (Leblon), onde o caso foi registrado. Nesta quinta-feira (17), Mariana e Tomás devem prestar depoimento na delegacia.

Tomás Oliveira foi desligado da Papel Craft, onde trabalhava como designer, que foi cobrada nas redes sociais. A confirmação de sua demissão foi dada ao Globo nesta terça-feira (15) pela gerente da loja da marca na Gávea, mas a empresa não se posicionou oficialmente.

A Espaço Vibre, onde Mariana trabalhava, publicou um comunicado em seu Instagram informando o desligamento da professora e se solidarizando com Matheus, ressaltando qeu “racismo é crime e não vamos compactuar com isso”.

continua após publicidade

“Estamos consternados com o que tomamos conhecimento e tratando o assunto com toda gravidade que ele merece. Racismo é crime e não vamos compactuar com isso. A professorar envolvida no ato foi demitida e já não faz mais parte do nosso quadro de funcionários”, diz a empresa na abertura da nota.

Confira a nota da empresa Espaço Vibre na íntegra:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Vibre (@espacovibre)

continua após publicidade


Com informações: IstoÉ

Tags relacionadas: #Leblon #racismo #rio de janeiro