Cotidiano

Em dose única, vacina de Oxford pode ser aplicada no 1º trimestre de 2021

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Em dose única, vacina de Oxford pode ser aplicada no 1º trimestre de 2021
fonte: Reprodução
Em dose única, vacina de Oxford pode ser aplicada no 1º trimestre de 2021

Nesta segunda-feira (2), a presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade, disse em uma entrevista que a fundação tem a capacidade de entregar cerca de 220 milhões de doses de vacina fabricada pelo laboratório AstraZeneca, juntamente da Universidade de Oxford, até o fim de 2021.

continua após publicidade

"Nós temos a capacidade de entregar ao Ministério da Saúde para o Programa Nacional de Imunizações 100 milhões de doses no primeiro semestre de 2021. A nossa expectativa é de 30 milhões de doses no final de fevereiro de 2021", relatou.

"No segundo semestre nós temos a previsão de uma entrega de mais 110 milhões de doses de vacinas, totalizando, portanto, 220 milhões de doses de vacinas no ano”, continuou.

continua após publicidade

De acordo com Nísia, será possível começar a vacinação com dose única, embora o protocolo seja de duas aplicações da vacina.

"A indicação provável é que a vacina seja em duas doses. No entanto, dependendo das conclusões a partir do estudo da fase 3, é possível iniciar um programa de imunização com uma dose e, num intervalo maior de tempo, [aplicar] uma segunda dose", argumentou.

Conforme a presidente da Fiocruz, isso está relacionado a uma questão de saúde pública, que poderá abarcar um maior número de pessoas.

continua após publicidade

"Mas isso não é possível definir agora. Será uma definição do Programa Nacional de Imunizações a partir do momento que existir publicações e conclusões que permitam que se tenha uma base para isso".

Com informações; CNN.