Cotidiano

Em abstinência, homem injeta morfina no braço e perde dedos

Caso do paciente de 51 anos foi relatado por médicos do DF em revista científica internacional

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Em abstinência, homem injeta morfina no braço e perde dedos
fonte: Pixabay

Médicos da Universidade de Brasília (UnB), dos hospitais regionais de Santa Maria e Formosa e do Hospital de Urgências de Goiânia relataram, em artigo publicado na revista científica American Journal of Case Reports em 5/3, o caso de um paciente que perdeu os cinco dedos da mão ao injetar três tabletes de morfina triturados no braço.

continua após publicidade

O paciente de 51 anos é alcoólatra e tem histórico de abuso de drogas. Ele injetou a droga no braço durante uma crise de abstinência, e foi levado ao hospital cerca de uma hora depois com dores severas que não melhoravam com remédios opioides.

Os dedos do paciente começaram a ficar pretos, e o antebraço estava frio ao toque e azulado. De acordo com os médicos, a artéria que recebeu a injeção de morfina foi “obliterada”. O homem também apresentou falha renal e rabdomiólise (quando o tecido muscular é rompido e libera proteínas no sangue que podem danificar os rins).

continua após publicidade

Foi necessário abrir o braço do homem para aliviar a pressão, liberar os fluidos e retirar parte das proteínas extras, além de amputar todos os dedos. O paciente ficou 14 dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), passou por uma cirurgia plástica reconstrutiva, se recuperou e recebeu alta.

As informações são do Metrópoles. 

Tags relacionadas: #Distrito Federal #paciente