Mais lidas

    Cotidiano

    Araçatuba

    Dono de posto foi morto quando filmava quadrilha em fuga

    O homem foi morto quando filmava a fuga dos criminosos que atacaram agências bancárias em Araçatuba

    Dono de posto foi morto quando filmava quadrilha em fuga
    Foto por Arquivo pessoal
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 30.08.2021, 13:41:46 Editado em 30.08.2021, 13:51:36
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Um homem foi morto por uma quadrilha, responsável por ataques em agências bancárias em Araçatuba, São Paulo, quando filmava o momento em que os criminosos fugiam. Além dele, outras duas pessoas foram mortas. 

    De acordo com a Polícia Civil (PC), a suspeita é de que Renato Bortolucci, proprietário de um posto de combustíveis da cidade, registrava a ação dos criminosos quando foi morto. Ele deixa a esposa e duas filhas. As autoridades acreditam que Renato foi surpreendido pelos assaltantes em um carro, pois o automóvel dele estava na calçada com a marcha ré engatada. 

    Ainda segundo a PC, no total, três pessoas morreram na ação, sendo dois moradores e um criminoso. Três suspeitos foram presos. 

    A quadrilha fez moradores do município de reféns. Segundo a Santa Casa de Araçatuba, cinco pessoas foram socorridas com ferimentos e levadas ao hospital. Uma delas foi um rapaz de 26 anos que teve os dois pés amputados após acionar um explosivo.

    Ataques

    Homens fortemente armados invadiram e atacaram pelo menos três agências bancárias do centro de Araçatuba, a 521 km de São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (30). Conforme a Polícia Militar (PM), pelo menos três pessoas morreram.

    Segundo relato de moradores nas redes sociais, após o ataque aos bancos e troca de tiros com a polícia, pedestres e motoristas foram abordados e feitos reféns. Em vídeos, é possível ver moradores da cidade amarrados em carros sendo feitos de "escudo humano" para a fuga da quadrilha.

    O prefeito de Araçatuba, Dilador Borges (PSDB), afirmou em entrevista à TV Globo que comunicou o assalto ao governador João Doria (PSDB) durante a madrugada e a cidade recebeu reforço de segurança de Bauru, São José do Rio Preto e Presidente Prudente. Borges recomendou que a população aguarde em casa enquanto o trabalho da polícia é feito, e acrescentou que os criminosos podem ter esparramado artefatos explosivos nas vias enquanto fugiam. "Eles colocaram barricadas nas rodovias principais, atearam fogo em carros e caminhões", disse.

    A Polícia Militar também orientou que a população local não saia de casa. Segundo a força, pelo menos dez carros foram utilizados na ação. Ainda de acordo com a PM, algumas entradas da cidade foram fechadas pela quadrilha para evitar que reforços policiais cheguem ao local. O Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) de São José do Rio Preto, cidade a 151 km de Araçatuba, foi uma das unidades acionadas para auxiliar no caso.

    Com informações; G1.

    Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Dono de posto foi morto quando filmava quadrilha em fuga"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.