Mais lidas

    Cotidiano

    IMUNIZAÇÃO

    Diretor do Butantan explica mortes em pessoas vacinadas

    Ele afirmou que a vacina não é uma proteção absoluta.

    Diretor do Butantan explica mortes em pessoas vacinadas
    Foto por Reprodução
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 27.05.2021, 19:59:54 Editado em 27.05.2021, 20:00:00
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Durante sua participação na CPI da Covid nesta quinta-feira (27), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, explicou a existência de casos e óbitos por Covid-19 em pessoas já vacinadas com as duas doses contra o novo coronavírus

    Ele afirmou que um dos motivos que explica os casos graves em idosos é a imunossenescência:

    98% é o índice de indução de anticorpos em pessoas idosas, não é 100% a indução de anticorpos. As pessoas idosas que têm um fenômeno biológico chamado imunossenescência, ou seja, respondem menos na produção de anticorpos do que pessoas mais jovens”, disse.

    Ele afirmou que a vacina não é uma proteção absoluta.

    Não é um escudo contra doença e não é um escudo contra mortalidade. Ela é uma proteção relativa e entram os fatores individuais das pessoas, as comorbidades, vários fatores. Primeiro, a vacina não protege contra a infecção, nenhuma vacina, ela protege contra as manifestações clínicas”, pontuou.

    Covas enfatizou ainda que a vacinação é a melhor saída para frear a alta de infecções e mortes pela doença. “Dados do Brasil de vários municípios mostram proteção elevada acima de 83%, 85%. Não é uma proteção absoluta, não é um escudo. Tem pessoas que não vão responder porque não é 100% a indução de anticorpos”, explicou.

    Com informações Metropoles.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Diretor do Butantan explica mortes em pessoas vacinadas"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.