Dicas para sua internet ficar mais rápida - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Tecnologia

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Não existe nada mais frustrante que perder a conexão com a internet. Dependendo da situação, pode até prejudicar um trabalho ou a apresentação de algo importante. Ainda que esteja distante das velocidades médias de outros lugares do mundo, a banda larga brasileira tem melhorado nos últimos anos em rapidez e em estabilidade. Mas, se a conexão estiver apresentando problemas e frequentes quedas, existem algumas coisas que podem ser feitas para que o sinal melhore. 

De acordo com o site Melhor Escolha, que compara planos de internet, TV por assinatura e telefonia fixa e móvel, existem duas formas de conexões ruins: a internet lenta e a internet intermitente. A internet intermitente é aquela que mais tira a paciência, pois ela é aquela que oscila muito - o que faz com que a conexão caia com uma certa frequência. 

Os sinais de internet intermitente são um pouco mais difícil de identificar, em relação à conexão lenta, que, normalmente, é quando a estabilidade despenca drasticamente de uma hora para a outra, impedindo que diversas tarefas sejam realizadas simultaneamente dentro de uma mesma conexão.  

Antes de reclamar na Anatel do seu serviço de internet para a operadora, existem algumas dicas que você mesmo pode fazer para que a sua conexão se torne mais rápida, ou volte a funcionar adequadamente. 

Primeiro de tudo, os especialistas destacam que é preciso distinguir velocidade da internet da maneira como ela é usada. Isto porque antes de contratar um novo plano de internet banda larga, é preciso entender como funciona o consumo de internet da sua casa e para quê ela vai ser usada, quais são as necessidades que precisam ser atendidas.

Se o seu plano de internet não for compatível com o seu consumo, talvez seja melhor trocar de plano para um que se adeque melhor ao que você precisa. Assistir a filmes, séries, jogar online e fazer uso de streamings em alta definição demandam um consumo de dados altíssimo e, caso a sua velocidade não seja compatível, muito provavelmente a sua conexão será mais lenta. 

Se não for possível trocar de plano, o que é possível fazer é diminuir a qualidade das imagens que serão reproduzidas. Isto pode ser feito em sites como o YouTube, Netflix ou qualquer outro streaming, acessando as configurações de vídeo. Essa diminuição de qualidade de imagem é feita automaticamente pela Netflix, segundo a plataforma, já como uma maneira de economizar os dados de consumo do cliente. Nos demais serviços, a configuração precisa ser alterada manualmente.

Outra dica é o local ideal para instalar o seu modem ou roteador. De nada adianta ter um plano de internet de grandes velocidades se o seu modem não estiver instalado no lugar correto. Ele precisa estar bem localizado, em um lugar aberto - nada de armários ou estantes - para que o alcance de sinal seja bem recebido em todos os lugares da casa. 

O alcance médio de um modem é de 30 metros, entretanto, essa distância pode diminuir sensivelmente se houver obstáculos pelo caminho. 

Por isso, se for possível, o modem deve ficar em uma mesa ou prateleira, de preferência no alto, para que as interferências sejam nulas. O modem nunca deve ficar no chão, uma vez que o sinal tem tendência a ir para baixo e o solo pode interferir - e muito - no sinal. Outros locais que devem ser evitados, segundo o site, são perto de plantas, microondas, telefones sem fio, objetos de metais e qualquer outro dispositivo que possa interferir no alcance. 

Reiniciar o modem ou roteador é um costume que deve ser incorporado à rotina da residência, de tempos em tempos, para que as definições e configurações sejam redefinidas e melhorem a conexão. Dependendo do dispositivo, é possível fazer outras alterações para a internet fique mais rápida - embora seja um processo mais complexo. 

Essas alterações podem ser: reprogramar o modem para que ele funcione em duas frequências de WiFi. A frequência 2.4GHz tem um alcance maior, enquanto que a 5GHz é mais veloz. Para reprogramar, é só verificar qual é a frequência do dispositivo e habilitar a frequência inativa. Mas nem todos os modems possuem duas frequências então, antes de fazer esse processo, é preciso verificar. A forma mais rápida e fácil de saber é conferindo o manual do modelo do modem. Caso não seja compatível, recomenda se que outro roteador seja comprado, se for possível. 

Se mesmo com todas essas alterações a internet continuar lenta, talvez seja melhor considerar a troca de plano de internet para um mais rápido, da mesma operadora ou de outra. Antes de tudo, é importante verificar se a internet contratada está sendo entregue da maneira que deveria. E esta é uma informação muito fácil de se obter, basta fazer um teste de velocidade. 

Testes de velocidade são essenciais para que o desempenho da sua conexão seja avaliado. De acordo com uma lei estabelecida pela  Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), todas as operadoras de internet banda larga precisam entregar 80% da internet contratada na média mensal.

Por este motivo, se a conexão continuar apresentando falhas, instabilidade, lentidão ou qualquer outra anormalidade, a Anatel recomenda que o cliente entre em contato com a operadora da internet para que seja averiguado e, no caso do problema não ser solucionado, o consumidor pode pedir que seja feito um abatimento no valor do plano ou, ainda, pedir a rescisão do contrato sem aplicação de multas. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Dicas para sua internet ficar mais rápida"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.