Cotidiano

Crianças realizam protesto por mais recreio em escola

A iniciativa aconteceu após uma aula de português, onde as crianças descobriram que cartazes são ferramentas ótimas de comunicação

Da Redação ·

Algo inusitado está repercutindo nas redes sociais: uma campanha feita por crianças que pede o aumento do tempo do recreio. O "protesto" dos alunos, que tem entre oito e nove anos, acontece em uma escola de Belo Horizonte, Minas Gerais.

continua após publicidade

A iniciativa das crianças aconteceu após uma aula de português, onde descobriram que cartazes são ferramentas ótimas de comunicação. Cecília e Luisa estão à frente do movimento. “Ela e a melhor amiga dela tiveram a ideia de fazer cartazes para reivindicar aumento do recreio”, alegou Sabrina, mãe de Cecília. 

A pandemia reduziu o tempo de brincadeiras das crianças. Antes, elas tinham 30 minutos para lanchar e brincar. Agora, elas têm 15 minutos para comer na sala de aula e outros 15 minutos para ir ao pátio.

continua após publicidade

De acordo com a prefeitura da cidade, a instituição funciona em esquema de "bolhas". Desta forma, nem todas as crianças de uma mesma sala participam das aulas ao mesmo tempo. 

“Escola muito grande, protocolo bastante rigoroso, recreio reduzido, uma bolha no pátio por vez. Então, elas queriam um tempo maior para brincar”, completa Sabrina.

O reivindicação das crianças está ganhando força, com o apoio de mais e mais cartazes. Bella Gallo Tavares, de oito anos, até desenhou o educador Paulo Freire. Ele aparece no túmulo e a mão dele segura um cartaz que diz “aumento o recreio”.

continua após publicidade

"Eu gosto de Paulo Freire porque ele diz que os professores têm que aprender com o alunos e os alunos devem aprender com os professores. Assim como as crianças devem aprender com os adultos e os adultos devem aprender com as crianças", disse Bella.

Com informações; G1.