Cotidiano

Criança perde dedo em lago após ataque de piranhas

Menino precisou amputar o dedo mindinho do pé após ser atacado pelos peixes

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Criança perde dedo em lago após ataque de piranhas
fonte: Reprodução

No Lago das Brisas em Goiás, o que anda chamando a atenção dos banhistas é o elevado número de piranhas dentro da água, o que fez aumentar o número de ocorrências hospitalares devido a ataques dos animais.

continua após publicidade

A mais recente aconteceu no dia 1º de janeiro de 2022. A chegada do novo ano se transformou em pesadelo para a família de uma criança de 10 anos, que precisou amputar o dedo mindinho do pé após ser atacada pela espécie citada.

Em janeiro do ano passado, um turista também passou por episódio semelhante. Perdeu o pedaço de um dedo do pé ao ser atacado por uma piranha.

continua após publicidade

Situado no município de Buriti Alegre, o Lago das Brisas surgiu em 1976 com o represamento de água em decorrência da construção de uma usina hidrelétrica. É o ponto de encontro de três rios: Piracanjuba, Corumbá e Paranaíba.

O diretor clínico da Santa Casa de Buriti Alegre, Neube Antonio Marques, já tratou de vítimas dos ataques no lago.

Já chegamos a atender até três pessoas num mesmo fim de semana”, diz o médico. Ele ressalta, no entanto, que os ferimentos costumam ser leves. “Esse caso da amputação é o mais grave que teve notícia”.

continua após publicidade

O zootecnista Paulo Roberto Silveira Filho explicou para a reportagem que os ataques costumam acontecer em duas situações: piranhas atraídas por alimentos que caem na água ou defesa do ninho.

Estamos na época da piracema, quando peixes nativos se reproduzem, com águas mais quentes. As fêmeas colocam ovos próximos às margens, em vegetações, por exemplo. E, neste caso, se um banhista se aproxima de um ninho, pode ser atacado”, pondera o especialista

Informações do Metrópoles