Cotidiano

Covid pode acelerar sintomas parecidos com o Alzheimer

Segundo os pesquisadores, a doença também está relacionada ao declínio cognitivo

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Covid pode acelerar sintomas parecidos com o Alzheimer
fonte: Reprodução
Covid pode acelerar sintomas parecidos com o Alzheimer

Nesta quinta-feira (29), uma pesquisa foi divulgada por cientistas e, segundo eles, a Covid-19 pode estar relacionada ao declínio cognitivo e à aceleração de sintomas parecidos com o do Alzheimer. 

continua após publicidade

Pesquisadores de um consórcio internacional, que buscam entender as consequências a longo prazo da Covid-19 no sistema nervoso central, estão encontrando problemas de memória e marcadores biológicos semelhantes aos observados em pacientes com doença de Alzheimer. Ambas as doenças foram marcadas por uma inflamação do cérebro.

O professor de neurologia do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas, Dr. Gabriel de Erausquin, e outros estudiosos realizaram a análise com 200 adultos, que têm 60 anos ou mais, residentes da Argentina, que contraíram o novo coronavírus. 

continua após publicidade

De acordo com os pesquisadores, aqueles que tiveram a perda de olfato são mais propensos a ter problemas cognitivos. 

Três a seis meses após a infecção, mais da metade dos pacientes ainda lutava contra o esquecimento e cerca de um quarto experimentou desafios cognitivos adicionais. A gravidade com que o paciente desenvolveu os sintomas de Covid-19 não é um indicador de que essas pessoas desenvolveriam o declínio cognitivo.

"A gravidade da doença inicial não prediz quem vai ter isso", disse Erausquin à CNN. "Na verdade, muitos deles tinham sintomas leves - apenas um resfriado ou perda do olfato."

continua após publicidade

Os problemas cognitivos - incluindo esquecimento persistente, dificuldade de sequenciar tarefas e esquecimento de palavras e frases - são semelhantes aos observados em pacientes com Alzheimer. Erausquin observou que as partes do cérebro responsáveis pelo sentido do olfato se sobrepõem àquelas afetadas pela doença de Alzheimer.

Ele observou que os sintomas cognitivos que sua equipe detectou parecem ser distintos da "névoa do cérebro", associada a sintomas de longo prazo de Covid-19, que às vezes são vistos em pacientes mais jovens.

"A névoa do cérebro em indivíduos mais jovens tem um sabor diferente, se você preferir", disse Erausquin. "Eles têm mais problemas de atenção, mais problemas de concentração e, frequentemente, mais ansiedade e depressão."

continua após publicidade

É muito cedo para dizer se os problemas cognitivos vão piorar com o tempo - como aconteceria em pacientes com Alzheimer - ou se esses pacientes vão se recuperar, disse Erausquin.

Com informações; CNN.