Cotidiano

Coronavírus em animais de estimação; entenda

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Coronavírus em animais de estimação; entenda
fonte: Jessie Feross/Pixabay
Coronavírus em animais de estimação; entenda

Alguns casos de animais infectados pela Covid-19 no Brasil e no mundo causaram grande repercussão e dúvidas nas redes sociais. Afinal, gatos e cães podem se infectar da doença? E transmiti-la?

continua após publicidade

Infecções em animais já foram confirmados em alguns países desde o começo da pandemia. A primeira no mundo aconteceu no dia 4 de março de 2020, em Hong Kong, na China. No entanto, diferente dos seres humanos, nenhum caso apontou que os animais podem transmitir o vírus.

Uma análise realizada pela Agência Nacional de Segurança Sanitária da França (ANSES) publicou em novembro do ano passado um relatório confirmando que nenhum animal, doméstico ou silvestre, desempenhou um papel epidemiológico na propagação do SARS-CoV-2 na França. Isso significa que os animais não podem transmitir a Covid-19.

continua após publicidade

Segundo a médica veterinária Maria Alessandra Del Barrio, especializada em felinos, é raro animais desenvolverem sintomas da Covid-19. “Cães e gatos são passíveis de infecção, então milhões ou milhares deles podem ter sido infectados pela SARS-CoV-2, mas assintomáticos, pois na maior parte desses indivíduos os outros mecanismos não se desenvolvem bem” relata Maria.

Ainda de acordo com a médica veterinária, é recomendável que ao contaminar o novo coronavírus, os donos se mantenham isolados não só de outros humanos, mas também de seus animais de estimação. “É fato que numa pandemia, onde temos mais de 3 mil mortos por dia, um ou outro animal vai pode manifestar sintomas da doença. Mas diferente do homem, o animal envolve quadros mais brandos”, comenta.