Cotidiano

Contaminados com a Delta têm carga viral 300 vezes maior

As pessoas contaminadas pela variante Delta têm uma carga viral 300 vezes maior do que os que foram infectados pela versão original da doença

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Contaminados com a Delta têm carga viral 300 vezes maior
fonte: iStock
Contaminados com a Delta têm carga viral 300 vezes maior

As pessoas contaminadas pela variante Delta do coronavírus têm uma carga viral 300 vezes maior do que os que foram infectados pela versão original da doença. A informação, que foi divulgada nesta terça-feira (24), é de um estudo publicado pela Agência de Prevenção e Controle de Doenças da Coreia do Sul. 

continua após publicidade

Ainda conforme a análise, este enorme pico viral acontece somente nos primeiros dias de infecção, pois com o passar do tempo ele vai diminuindo. O estudo analisou as pessoas contaminadas pela cepa e, após os quatro primeiros dias, os infectados teriam 30 vezes mais carga viral do que os que tinham a Sars-Cov-2 original. Mas depois de 10 dias, a carga viral já seria semelhante. 

Lee Sang-won, ministra de Saúde do país, disse em uma entrevista que quanto maior for a carga viral, mais fácil a doença se propaga entre as pessoas. Porém não significa que a Delta seja 300 vezes mais infecciosa, mas ela se espalha facilmente. 

continua após publicidade

"Estimamos que sua taxa de transmissão corresponda a 1,6 vez a taxa da variante Alfa (Reino Unido), e a cerca de duas vezes a versão original do vírus”, afirmou Lee.