Conta de Salles do Twitter é excluída após ofensa a Rodrigo Maia - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Redes sociais

Conta de Salles do Twitter é excluída após ofensa a Rodrigo Maia

Foto por Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

A conta do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, foi excluída do Twitter na manhã desta quinta (29). Ao acessar o perfil utilizado por Salles até quarta (28), dá para ler a mensagem "Essa conta não existe", indicando a exclusão do perfil.

Na quarta à noite, Salles chamou de "Nhonho" o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A mensagem foi postada em resposta a um post do deputado publicado na semana passada, em que Maia criticava a postura de Salles em um embate público com o ministro-chefe da secretaria de Governo da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos.

Na madrugada desta quinta (29),  Salles voltou ao Twitter para dizer que sua conta foi utilizada "indevidamente" no episódio com o presidente da Câmara. O post foi replicado por alguns usuários. O UOL não teve acesso à mensagem enquanto ela esteve no ar.

"Fui avisado há pouco que alguém se utilizou indevidamente da minha conta no Twitter para publicar comentário junto a conta do Pres. da Câmara dos Deputados, com quem, apesar de diferenças de opinião sempre mantive relação cordial', disse Salles, segundo prints gravados por veículos de comunicação como a emissora CNN.

O Ministério do Meio Ambiente divulgou uma nota informando que Salles enviou mensagem diretamente a Rodrigo Maia explicando que não publicou a ofensa e que "vai apurar a utilização indevida de sua conta". Sobre a exclusão do perfil, a pasta ainda não se manifestou.

Polêmica

No início da semana, Rodrigo Maia e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), já haviam criticado publicamente Ricardo Salles, depois que ele pediu que o ministro Ramos deixasse de lado a postura de "Maria Fofoca", incendiando a disputa entre as alas ideológica e militar do governo.

O recado foi dado após uma reportagem do jornal O Globo dizer que Salles estava "esticando a corda com ala militar do governo" e "testando a blindagem" com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao mandar suspender as ações de combate a incêndios por falta de recursos. A reportagem não fazia referência ao ministro-chefe da Secretaria de Governo.

A publicação de Salles nas redes sociais ganhou apoio de seguidores e de aliados do presidente Bolsonaro, como a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) e o filho Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Por outro lado, parlamentares do centrão saíram em apoio a Ramos, como o senador Ciro Nogueira (PP-PI) e o deputado Marcelo Ramos (PL-AM).

Pedido de desculpas 

Após o mal-estar generalizado, Salles decidiu pedir desculpas ao ministro-chefe Luiz Ramos, pondo fim, ao menos publicamente, a mais uma disputa dentro do governo. 

Salles disse que conversou com o ministro Luiz Ramos, apresentando desculpas pelo excesso e colocando um ponto final nisso. Pouco depois, Ramos indicou, também nas redes sociais, ter aceitado as desculpas de Salles.

As informações são do UOL. 

Deixe seu comentário sobre: "Conta de Salles do Twitter é excluída após ofensa a Rodrigo Maia"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.