Mais lidas

    Cotidiano

    Cultura

    Conheça as mulheres carregadoras do Caminho Inca

    Conheça as mulheres carregadoras do Caminho Inca
    Foto por Reprodução
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 07.04.2021, 16:59:45 Editado em 07.04.2021, 16:59:41
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Neste 30 de março de 2021, as mulheres carregadoras do Caminho Inca farão história novamente. Desta vez, vão consagrar sua participação na indústria do turismo de trilhas no Peru ao realizar pela primeira vez uma caminhada organizada para mulheres turistas, liderada por guias mulheres e apoiada por carregadoras e cozinheiras.

    Apenas três anos atrás, a ideia de ter mulheres carregando enormes e pesados pacotes na Rota da Estrada Inca para Machu Picchu era impensável, mas em 2021, e depois de uma parada prolongada por causa da pandemia do Covid, as mulheres carregadoras do Caminho Inca para Machu Picchu voltaram a atacar.

    O Caminho Sagrado dos Incas, o “Qapaqñan” na língua quechua falada pelos antigos senhores da cidade sagrada de Machu Picchu é um lugar icônico para aqueles caminhantes que gostam de trilhas. 

    Todos os anos, mais de 160.000 caminhantes entre turistas, carregadores e guias viajam por este lugar enigmático para chegar à famosa cidadela perdida dos incas.

    Por mais de quatro décadas, quase 100% das pessoas que ajudam turistas nesta jornada de quatro dias foram do sexo masculino. Eles são conhecidos como carregadores ou estivadores; pessoas que colocam em suas costas enormes pacotes, pesados e desconfortáveis que pesam quase 25 quilos.

    Nestes pacotes, os porteiros transportam os equipamentos de acampamento, tendas, sacos de dormir, comida e outros bens que os turistas precisam nesta viagem espetacular.

    Há apenas três anos, a EvolutionTrekPeru.com, uma empresa com uma reputação impecável em questões éticas e responsáveis do turismo, começou a introduzir mulheres carregadoras nesta área dominada por homens.

    No entanto, para essas mulheres, trabalhar em uma atividade onde os homens tinham supremacia não foi fácil. O machismo enraizado em muitos dos homens que trabalham nesta atividade tornou-se um osso duro para roer.

    Apesar desse enorme desafio e com grande resiliência, essas mulheres conseguiram fazer o seu caminho nesta área, o que significava apenas o início de sua aventura.

    Mas, como mencionamos acima, agora elas mostraram que não existe nenhuma diferença com os carregadores homens e, finalmente, se tornaram iguais a eles.

    Sem dúvida, um feito histórico!

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Conheça as mulheres carregadoras do Caminho Inca"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.