Cotidiano

Complexo do Alemão, no Rio, tem operação com troca de tiros e morte

Marcio Dolzan (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Uma operação conjunta que reúne cerca de 400 agentes das polícias Civil e Militar provocou intenso tiroteio no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio, e em bairros próximos nesta quinta-feira, 21. A ação, diz a polícia, é de combate contra um grupo criminoso que pratica roubos de veículos nos bairros do grande Méier, Irajá e Pavuna. Pelo menos um agente de segurança acabou morto, conforme a Secretaria da PM. Segundo a TV Globo, mais três pessoas morreram durante a ação.

continua após publicidade

Ainda conforme a corporação, na favela da Fazendinha a base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) foi atacada por criminosos, que também colocaram barricadas e óleos na pista para dificultar o acessos dos policiais. A operação conjunta, que conta com equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), teve reforço de dez veículos blindados e quatro aeronaves.

O policial morto foi o Cabo Bruno de Paula Costa, de 38 anos. Segundo a PM, ele foi atacado enquanto trabalhava na UPP Nova Brasília. Ele foi socorrido ao Hospital Estadual Getúlio Vargas, mas não resistiu. O cabo entrou na polícia em 2014, era casado e deixou dois filhos.

continua após publicidade

Policiais militares do 3ºBPM (Méier), do 41ºBPM (Irajá) e de outros batalhões do 2º Comando de Policiamento de Área (zonas norte e oeste da do Rio) ainda atuam nas comunidades Juramento e Juramentinho.

"Esse grupo criminoso vem empreendendo roubos a bancos como aqueles que ocorreram no município de Quatis, em Niterói e na Baixada Fluminense, e roubos de carga, além de planejar tentativas de invasão a outras comunidades. Entre os roubos de carga realizados pelos criminosos constam roubos de óleo diesel para derramar em ladeiras quando estivessem ocorrendo operações visando dificultar o avanço de guarnições policiais", informou a polícia.