Cotidiano

Cientistas dizem que as pessoas viverão até os 130 anos

O estudo levou em consideração as informações de 13,6 mil pessoas com mais de 105 anos

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Cientistas dizem que as pessoas viverão até os 130 anos
fonte: USP Imagens
Cientistas dizem que as pessoas viverão até os 130 anos

Uma pesquisa recente, publicada na revista Royal Society Open Science, diz que no fim deste século as pessoas podem atingir os 130 anos de idade. Cientistas do HEC Business School estiveram à frente dos estudos. 

continua após publicidade

Os pesquisadores levaram em consideração no estudo, as informações de 13,6 mil "semi-supercentenários" italianos e franceses. Os “semi-supercentenários” são pessoas que já passaram dos 105 anos.

As análises pretendiam estipular se há um limite para a expectativa de vida dos seres humanos. Sendo assim, eles concluíram que, após os 110 anos, a probabilidade de uma pessoa permanecer viva são de 50% - é como acertar no cara ou coroa quando se arremessa uma moeda pra cima.

continua após publicidade

“À medida que a população mundial continua aumentando, há mais pessoas chegando a 100 e mais chegando a 110”, disse o estatístico Léo Belzile, um dos responsáveis pelo estudo.

“Quanto mais pessoas jogarem uma moeda, com 50% de chance de sobreviver a cada ano depois de completarem 110 anos, mais podemos esperar que alguém tenha uma maré de sorte e chegue aos 130 anos”, conclui.

Entender a mortalidade humana em idades extremas é um dos caminhos para desenvolver pesquisas sobre longevidade. “As pessoas são fascinadas pela ideia de viver para sempre, mas infelizmente muito poucas atingem idades tão avançadas”, disse Belzile.

continua após publicidade

Supercentenários

A pessoa que viveu mais tempo na história foi a francesa Jeanne Calment. Nascida em 1875, ela morreu aos 122 anos e 164 dias, em 1997. Jeanne fumava dois cigarros por dia e andou de bicicleta até os 100 anos.

Atualmente, a pessoa mais velha viva é Kane Tanaka, 118 anos, do Japão. O estilo de vida saudável, com uma dieta rica em peixes e pobre em ácidos graxos é apontada como um dos motivos de o país ter a maior expectativa de vida do mundo.

Fonte: Metrópoles