Cotidiano

Caso de zika em gestante é registrado em Cambé

Paciente tem 30 anos e está no primeiro trimestre de gravidez

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (28) pela Secretaria da Saúde do Paraná alerta para a confirmação de três casos de zika, sendo um caso registrado em uma gestante, na região Norte do estado, no município de Cambé. O caso é autóctone, foi registrado em uma mulher de 30 anos, diagnosticada no primeiro trimestre de gravidez e que teve resultado de exame sorológico cruzado para dengue e zika.

continua após publicidade

A gestante está bem e segue com acompanhamento pré-natal na rede pública de saúde.

O zika durante a gravidez é preocupante, pois o vírus pode ser transmitido para o feto, podendo levar lesões cerebrais e neurológicas irreversíveis. A possibilidade desta transmissão só pode ser verificada entre a 18ª e a 20ª semana de gravidez, com a realização de exame de imagens.

continua após publicidade

Os outros dois casos de zika confirmados nesta publicação são: um de Assaí, também autóctone, e um de Curitiba, considerado importado.

As medidas de prevenção e controle da zika são as mesmas da dengue e chikungunya e todas são transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. “A primeira medida de combate e a mais eficaz é a remoção dos criadouros do mosquito, eliminando os recipientes que possam acumular água”, afirmou o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto. “Estas doenças matam ou podem deixar sequelas, por isso temos o dever como cidadão de participar deste combate”, complementou.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News