Cotidiano

Casal fez postagens nas redes antes de assassinato

Mateo, que foi executado com pelo menos 36 tiros

Da Redação ·

Horas antes do assassinato, Mateo Martínez Armoa, de 21 anos, e Anabel Centurion Mancuelo, de 22, publicaram declarações de amor nas redes sociais. O casal paraguaio comemorava o aniversário da jovem em um bar, na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, vizinha a Ponta Porã (MS), na segunda-feira (26).

continua após publicidade

Anabel postou uma foto com o namorado e escreveu a legenda em espanhol: "Meu amor ". Já Mateo, que nas redes sociais se apresentava como "Matheus Elefante", declarou amor à namorada, que estava comemorando aniversário na segunda-feira (26).

O jovem parabenizou Anabel e desejou "amor, carinho e muita alegria todos os dias da nossa vida".

continua após publicidade

Mateo, que foi executado com pelo menos 36 tiros, de acordo com a polícia, declarou o amor por Anabel e disse:

"Que no final deste dia você sinta seu coração aconchegado e recheado de amor, carinho e muita alegria. Que Deus nos proteja e nos conceda muitos anos de vida. Eu te amo!".

O caso: 

continua após publicidade

Mateo Martínez Armoa, 21 anos, e Anabel Centurion Mancuelo, 22 anos, foram assassinados com mais de 35 tiros na cidade de Pedro Juan Cabellero, no Paraguai, vizinha de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, na noite desta segunda-feira (26), 

O jovem estaria jurado de morte e teria sido executado por uma pessoa ou grupo autodenominado “justiceiro de lá fronteira”. 

Outro casal também ficou e foi levado para o HR de Pedro Juan Caballero. 

continua após publicidade

O grupo estava reunido quando alguns homens chegaram em uma caminhonete e fizeram dezenas de disparos.

Os atiradores deixaram um bilhete onde estava escrito “Favor não roubar. Ass: justiceiro da fronteira”. 

A jovem ainda foi socorrida, mas não resistiu.  A Polícia Nacional do Paraguai já investiga o caso e o jovem morto estaria envolvido em roubos e furtos de celulares.