Casal e bebê de 7 meses mortos em desabamento de falésia são velados - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Praia de Pipa

Casal e bebê de 7 meses mortos em desabamento de falésia são velados

Foto por Arquivo pessoal
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Um casal e um bebê de 7 meses morreram após parte de uma falésia desabar no início da tarde desta terça-feira (17) na praia de Pipa, um dos principais destinos turísticos do Rio Grande do Norte. Os corpos da família que morreu soterrada após parte de uma falésia desabar começaram a ser velados nesta quarta (18) em uma pousada em Pipa. 

Stella Souza, de 33 anos, Hugo Pereira, de 32, e o filho deles, Sol, de 7 meses, aproveitavam um dia de folga nesta terça (17) na praia de Pipa quando parte de uma falésia desabou sobre eles. Os três morreram na hora. O cachorro da família, que estava com eles, também morreu.

Hugo Pereira era paulista e morava em Pipa há pouco mais de dois anos. O pai dele chegou a Pipa na noite de terça, mas não quis falar com a imprensa. Pedro Holanda, gerente do hotel onde Hugo trabalhava, lamentou a morte do amigo e disse que ele era "uma alma especial".

"O Hugo era um ser humano espetacular, sempre com um sorriso no rosto, alto astral, estava muito feliz de ser pai. Era um cara muito família, gostava muito de animais, da natureza. Era um ser humano iluminado. A gente fica consternado, sem entender o porquê de tudo isso estar acontecendo", disse Pedro.

O acidente 

Hugo aproveitava um dia de folga na praia com a mulher, Stella Souza, o filho de 7 meses e o cachorro da família quando aconteceu o acidente por volta de meio dia. 

Igor Caetano, empresário de passeio náutico, viu o acidente e disse que Hugo, Stella e o filho estavam sentados perto da falésia. "Ainda deu tempo de a mãe tentar segurar a criança, por isso que os adultos estavam mais machucados, porque a mãe estava abraçada com ele [o bebê]."

"A gente cavou até encontrar o pai, e depois encontramos a mãe e a criança. O menino ainda estava respirando. Por coincidência, uma médica estava passando aqui na hora, ela tentou reanimar a criança, mas não teve mais jeito", disse Igor.

Os moradores da região dizem que a falésia é um risco para banhistas e costumam alertar sobre o perigo de acidentes. Conforme as marés enchem e atingem a falésia, sua base vai sendo desgastada, o que deixa a parte de cima mais vulnerável a desabamento.

As informações são do G1. 


Deixe seu comentário sobre: "Casal e bebê de 7 meses mortos em desabamento de falésia são velados"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.