Cotidiano

Caiado: vacina antecipada coloca em jogo credibilidade de governadores

Da Redação ·

Aliado do presidente Jair Bolsonaro, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), criticou nesta terça-feira, 8, o colega paulista, João Doria (PSDB), por anunciar o início da vacinação contra covid-19 em São Paulo a partir de 25 de janeiro com a CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantã e a Sinovac.

continua após publicidade

"Nos preocupa o governador de São Paulo dizer que vai iniciar vacinação em 25 de janeiro. Isso coloca em jogo a credibilidade dos demais governadores", afirmou Caiado após reunião de governadores com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em Brasília (DF).

Caiado ressaltou que o plano de imunização contra covid-19 é responsabilidade do governo federal e citou um "desconforto enorme" após o anúncio de Doria na segunda-feira, 7. "Nunca vi na vida um Estado querer sair na frente de outro", completou. Mesmo sem qualquer vacina contra covid-19 aprovada no País, o governador goiano, que é médico e cujo Estado sofre com novo crescimento de casos de covid-19, disse esperar que a "vacina chegue antes de segunda onda" da doença no País.

continua após publicidade

Para Caiado, Pazuello deixou claro que medidas estão sendo tomadas pelo governo federal e que cada governador está preocupado em fazer vacina chegar o mais rápido possível à população. Sobre o possível plano de vacinação emergencial, caso seja autorizado pelo governo, o governador afirmou que a prioridade seria para profissionais da área de Saúde, "os que estão mais expostos" e que se a Agência Nacional de Vigilância Sanitária não se manifestar em 72 horas qualquer perdido estaria autorizado.