Mais lidas

    Cotidiano

    CAPITAL

    Brasília completa 61 anos e encara o desafio da maturidade

    Brasília completa 61 anos e encara o desafio da maturidade
    Foto por Reprodução
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 21.04.2021, 12:29:05 Editado em 21.04.2021, 12:29:26
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Uma Brasília diferente, que Juscelino Kubitschek não poderia nem imaginar há 61 anos. Comércios fechados, pontos turísticos vazios e muitos trabalhadores em um ambiente diferente daquele desenhado e planejado por Oscar Niemeyer: o virtual.

    A capital do país viveu seu primeiro ano de cidade madura imersa em um cenário nunca visto ao longo de sua história. “Uma imagem do início das medidas restritivas me marcou. Em uma caminhada eu não vi ninguém na rua e passei por um parquinho, aqui tem muito isso de as crianças irem ao parque ou brincarem em baixo do bloco, e eu não via ninguém. Aquilo me chocou muito”, descreve a servidora pública federal Tatiane Martins.

    Trabalho em casa

    Nascida em Brasília e mãe de três filhos, em idades escolares diferentes, ela se viu da noite para o dia tendo que conciliar atividades domésticas, didáticas e profissionais em um mesmo ambiente: o home office. “Ainda tinha a questão emocional, que no início não sabíamos como iria ser, o que poderia acontecer com essa doença”, lembra.

    Tatiane foi uma dos quase 300 mil servidores públicos federais que trabalham em Brasília e foram surpreendidos com a mudança na rotina.  “Eu nunca tinha feito home office, então, no início, até eu entender e montar uma rotina levou tempo. Aos poucos eu consegui, mas muita coisa mudou, até hoje é bem diferente do que eu vivi por anos”, diz.

    No início das medidas restritivas, em 2020, o engenheiro civil do Ministério da Economia Bruno Queiroz  também permaneceu exclusivamente em home office por quatro meses, mas com os ajustes nas medidas de segurança sanitária, ele retomou algumas atividades presenciais necessárias à natureza de sua atividade de fiscalizar obras. “É muito estranho, quando eu preciso ir ao trabalho, me deparar com uma população que está em 15% do que costumava ver”, descreve Bruno.


    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Brasília completa 61 anos e encara o desafio da maturidade"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.