Cotidiano

Brasil registra 781 mortes por covid-19 nas últimas 24h

Nesta sexta, o número de novas infecções notificadas foi de 90.199

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Brasil registra 781 mortes por covid-19 nas últimas 24h
fonte: Pixabay

O Brasil registrou 781 novas mortes pela covid-19 nesta sexta-feira, 25. A média semanal de vítimas, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 737. em queda pelo quinto dia seguido.

continua após publicidade

Nesta sexta, o número de novas infecções notificadas foi de 90.199. No total, o Brasil tem 648.267 mortos e 28.671.194 casos da doença. Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, g1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do governo, 25.994.566 pessoas estão recuperadas.

O Estado de São Paulo registrou 211 mortes por coronavírus nesta sexta. Outros cinco Estados superaram a barreira de 30 óbitos: Minas Gerais (123), Rio de Janeiro (89), Rio Grande do Sul (61), Goiás (41) e Bahia (40). No lado oposto, o Amapá não registrou nenhuma morte enquanto Roraima não divulgou seus dados.

continua após publicidade

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho de 2020, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

Nesta sexta, o Ministério da Saúde informou que foram registrados 91.595 novos casos e mais 770 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas. No total, segundo a pasta, são 28.670.242 pessoas infectadas e 648.160 óbitos. Os números são diferentes do compilado pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

Tags relacionadas: #BRASIL #COVID-19 #PANDEMIA