MAIS LIDAS
VER TODOS

Cotidiano

Boate na Lapa onde duas mulheres relatam estupro é interditada pela prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Ordem Pública do Rio de Janeiro interditou, na manhã desta sexta-feira, 5, a boate Portal Club, no bairro da Lapa, no Rio, onde duas mulheres relatam terem sido vítimas de estupro coletivo."Por prevenção à segurança e à ordem púb

Isabela Moya (via Agência Estado)

·
Escrito por Isabela Moya (via Agência Estado)
Publicado em 05.04.2024, 12:03:00 Editado em 05.04.2024, 12:08:22
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

A Secretaria Municipal de Ordem Pública do Rio de Janeiro interditou, na manhã desta sexta-feira, 5, a boate Portal Club, no bairro da Lapa, no Rio, onde duas mulheres relatam terem sido vítimas de estupro coletivo.

continua após publicidade

"Por prevenção à segurança e à ordem pública, a prefeitura do Rio está fazendo a interdição administrativa deste estabelecimento até que os fatos sejam devidamente apurados e que o estabelecimento comprove que fornece um serviço seguro aos seus clientes", disse o secretário de ordem pública, Brenno Carnevale.

O primeiro relato foi de uma universitária estrangeira de 25 anos que afirma ter sido levada a um "dark room" (quarto escuro) dentro do estabelecimento, onde teria sido violentada por alguns homens. A jovem, que iria estudar no Brasil, desistiu do intercâmbio e voltou a seu país.

continua após publicidade

No dia seguinte à denúncia, outra mulher procurou a Comissão da Mulher da Assembleia Legislativa relatando também ter sofrido estupro coletivo na boate, em novembro do ano passado. A brasileira diz que registrou o caso na Polícia Civil e tentou fazer exame no Instituto Médico-Legal, mas conta que não pode ser atendida, porque só havia homens prestando atendimento.

Ela diz ter entrado em contato com o estabelecimento, que não teria lhe respondido. A boate Portal Club não se manifestou sobre este caso. Sobre a denúncia da jovem estrangeira, afirmou em nota que "repudia veementemente e nunca irá apoiar qualquer forma de intolerância, opressão ou violência contra as mulheres" e que está colaborando com a polícia para esclarecer os fatos.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Boate na Lapa onde duas mulheres relatam estupro é interditada pela prefeitura do Rio"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!