Cotidiano

Bebê de mamute congelado é encontrado no Canadá

Acredita-se que o mamute mumificado da era do gelo tenha mais de 30 mil anos de idade

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
A área do achado pertence à Primeira Nação Tr'ondek Hwech'in
fonte: GOVERNO DE YUKON
A área do achado pertence à Primeira Nação Tr'ondek Hwech'in

Um bebê de mamute lanoso foi encontrado congelado no permafrost do noroeste do Canadá. É a primeira descoberta desse tipo na América do Norte. Acredita-se que o mamute mumificado da era do gelo tenha mais de 30 mil anos de idade.

continua após publicidade

O animal foi encontrado por garimpeiros na região de Klondike, em Yukon, na terça-feira (21). Conforme a emissora CBC News, um mineiro chamou seu chefe para examinar algo que havia sido atingido por sua escavadeira na lama em Eureka Creek, ao sul de Dawson City.

A área do achado pertence à Primeira Nação Tr'ondek Hwech'in. O governo de Yukon comparou essa descoberta com outra feita da Rússia, também de um bebê mamute, que estava no permafrost da Sibéria, em 2007.

continua após publicidade

O governo disse que este é "o mamute mumificado mais completo encontrado na América do Norte" e apenas o segundo achado no mundo. Tem aproximadamente o mesmo tamanho do bebê siberiano, que tinha cerca de 42 mil anos, disse o governo de Yukon em um comunicado à imprensa.

O animal, que se acredita ser do sexo feminino, foi batizado de Nun cho ga, que significa "grande bebê animal" na língua Han falada por povos nativos na área. "Nun cho ga é linda e um dos mais incríveis animais mumificados da era do gelo já descobertos no mundo", disse o paleontólogo Grant Zazula.

Antes de Nun cho ga, restos parciais de um filhote de mamute foram localizados em 1948 dentro de uma mina de ouro no Alasca.

Informações do g1. 

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News