Mais lidas

    Cotidiano

    imunização

    AstraZeneca afirma não ter encontrado problemas na vacina

    AstraZeneca afirma não ter encontrado problemas na vacina
    Foto por Divulgação
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 15.03.2021, 15:35:13 Editado em 15.03.2021, 15:35:19
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Após uma série de países da União Europeia pausarem a aplicação da vacina de AstraZeneca/Oxford, as fabricantes divulgaram comunicados afirmando que não foram encontrados efeitos colaterais graves diretamente relacionados à vacina.

    Alemanha, Itália e França foram os mais recentes países a paralisar a aplicação, na manhã desta segunda-feira, 15. Antes disso, países como Holanda, Dinamarca, Noruega, Irlanda, Islândia, Bulgaria, Luxemburgo, România, Estônia e Lituânia também suspenderam a aplicação nos últimos dias.

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou nesta segunda-feira que os países não pausem a vacinação com o imunizante. "Até o momento, não há evidência que os incidentes são causados pela vacina e é importante que as campanhas de vacinação continuem para que possamos salvar vidas e evitar os problemas graves causados pelo vírus", disse o porta-voz da OMS, Christian Lindmeier.

    O número de novos casos e mortes por covid-19 caíram drasticamente na Europa Ocidental e no Reino Unido em meio ao avanço da vacinação.

    Não há confirmação de que a vacina da AstraZeneca e os potenciais efeitos colaterais estão relacionados. Na União Europeia, foram registrados casos, por ora ainda isolados, de pessoas que desenvolveram coágulos. Os governos afirmam que suspenderam a aplicação como medida de "precaução" enquanto estudam as causas.

    Os países estão de olho especificamente em um lote de 1 milhão de doses enviado aos 17 membros da União Europeia. Outra possibilidade levantada pode ser de problemas de armazenamento do imunizante.

    A vacina do mesmo tipo usada no Brasil foi enviada não pela fábrica própria da AstraZeneca, mas pelo Instituto Serum, na Índia, o maior fabricante de vacinas do mundo e que tem acordo com a AstraZeneca para produzir e distribuir doses da vacina. Por ora, as 4 milhões de doses prontas que chegaram ao Brasil vieram todas do Serum. A fábrica da Fundação Oswaldo Cruz também começa neste mês a produzir as próprias doses com insumo (o chamado IFA) importado.

    Na Holanda, foram 10 casos identificados, segundo a organização The Pharmacovigilance Centre Lareb. Também há ao menos três adultos sendo tratados na Noruega. Na Dinamarca, uma mulher morreu com aumento da pressão, embora não haja comprovação de relação direta com a vacina.

    Com informações: Exame 

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "AstraZeneca afirma não ter encontrado problemas na vacina"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.