Mais lidas

    Cotidiano

    MUNDO ANIMAL

    Após três mil anos, Demônio-da-Tasmânia volta ao território da Austrália

    Após três mil anos, Demônio-da-Tasmânia volta ao território da Austrália
    Foto por Reprodução
    Escrito por redação
    Publicado em 06.10.2020, 10:25:52 Editado em 06.10.2020, 10:25:54
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Vinte e seis demônios-da-Tasmânia foram soltos em um santuário na cidade de Barrington Tops, na Austrália. O diabo-da-Tasmânia, ou demônio-da-Tasmânia, desapareceu completamente da Austrália continental. Boa parte da espécie foi derrotada por dingos, espécie canina predadora selvagem. Por isso a sobrevivência só foi possível na ilha da Tasmânia, onde os dingos nunca chegaram.

    "A VOLTA DO DEMÔNIO"
    A ação faz parte do projeto #DevilComeback (a volta do demônio, em português). O local escolhido para a soltura dos animais, extintos na região há três mil anos, tem 400 hectares. O objetivo do projeto é melhorar o futuro da vida selvagem nativa australiana. 

    POR QUE DIABO DA TASMÂNIA?
    O nome científico do diabo-da-tasmânia é Sarcophilus harrisii. Ele recebeu esse nome popular porque, apesar de haver fósseis do animal por todo o continente australiano, ele atualmente é encontrado na ilha da Tasmânia, um estado da Austrália que fica a 240 km de distância do continente.

    Além de o bichinho ser conhecido por seu comportamento arisco e agressivo em alguns momentos, há que diga que os grunhidos que ele emite lembram um diabo gritando. É daí que veio o nome. 

    (Com informações do UOL)

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Após três mil anos, Demônio-da-Tasmânia volta ao território da Austrália"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.