Cotidiano

Após mais de dois anos, sambódromo do Rio volta a receber escolas de samba

Da Redação ·

Após dois anos e 12 dias em triste silêncio, em função da pandemia de covid-19, o sambódromo da Marquês de Sapucaí, na região central do Rio de Janeiro, volta a receber uma exibição de escola de samba neste sábado, 12. Por enquanto será um treino - o chamado ensaio técnico - para os desfiles oficiais, que vão acontecer a partir de 20 de abril. Em 20 e 21 de abril, quarta e quinta-feira do feriadão de Tiradentes, vão desfilar as 15 escolas da Série Ouro, a segunda divisão das escolas de samba do Rio. Em 22 e 23 de abril, a sexta e o sábado seguintes, será a vez das 12 escolas da elite. No outro sábado, dia 30 de abril, haverá o desfile das campeãs, com as seis escolas mais bem colocadas no desfile da elite. Os desfiles foram adiados para abril em função da disseminação da variante ômicron do coronavírus.

continua após publicidade

Para ver os ensaios técnicos não é preciso pagar ingresso, mas será necessário comprovar a vacinação contra covid-19, exibindo o comprovante digital ou em papel, e chegar a tempo de conseguir um lugar (cerca de 50 mil vagas estarão disponíveis, e o acesso será impedido quando lotar). Os ensaios vão ocorrer todo sábado e domingo, até 10 de abril. A cada sábado ensaiam três escolas da segunda divisão, e aos domingos as escolas da elite (três nas primeiras três semanas, duas na penúltima e uma na última). O primeiro ensaio da temporada será da Em Cima da Hora, a partir das 19h deste sábado. Às 20h tem o tradicional Império Serrano e às 21h Lins Imperial.

A primeira escola da elite a voltar à Passarela do Samba após a pandemia será a Imperatriz Leopoldinense, a partir das 20h30 de domingo, 13. Em seguida vão ensaiar a São Clemente (21h40) e a Portela (22h50). O ensaio está previsto para acabar à meia-noite. Confira lista abaixo.

continua após publicidade

No ensaio técnico os integrantes das escolas desfilam sem as fantasias que exibirão no desfile oficial - usam apenas camisetas da escola, e somente eventuais destaques usam trajes já exibidos em algum desfile anterior. Também não há carros alegóricos - o impacto deles fica reservado à exibição oficial. A terceira diferença é que o sistema de som e luz não é o mesmo do dia do desfile - ele só é usado no último ensaio técnico, do qual participa apenas a escola campeã do Carnaval anterior (no caso, a Unidos do Viradouro, de Niterói, campeã em 2020). Mas a iluminação é praticamente idêntica, e cada escola usa um carro de som - isso dá uma diferença grande em relação ao som da exibição que realmente vale. Os demais elementos são idênticos aos do desfile oficial: a ordem das alas, o tempo de exibição e a disposição dos desfilantes para cantar o samba, por exemplo.

Além de apresentar comprovante de vacinação no portão de acesso às arquibancadas, quem quiser ir ao sambódromo terá que respeitar as restrições determinadas pela Liga das Escolas de Samba do Rio (Liesa). A entidade divulgou uma lista de 19 itens proibidos - desde os óbvios "armas de fogo ou armas brancas de qualquer tipo" e "substâncias venenosas ou tóxicas, incluindo drogas ilegais" até pau de selfie, guarda-chuva e "bebidas em qualquer tipo de recipiente". As regras causaram reclamações do público habituado a ir aos ensaios. "Eu levava minha bebida e nunca fui barrada. Agora não pode bebida, não pode guarda-chuva, daqui a pouco vão exigir que venha de vestido longo", reclamou a vendedora Aline Silva, de 47 anos, torcedora da Portela.

CALENDÁRIO DOS ENSAIOS TÉCNICOS

continua após publicidade

12 de março, sábado, Série Ouro

19h: Em Cima da Hora

20h: Império Serrano

continua após publicidade

21h: Lins Imperial

13 de março, domingo, Grupo Especial

continua após publicidade

20h30: Imperatriz Leopoldinense

21h40: São Clemente

22h50: Portela

continua após publicidade

19 de março, sábado, Série Ouro

19h: Unidos da Ponte

continua após publicidade

20h: Acadêmicos do Cubango

21h: Império da Tijuca

continua após publicidade

20 de março, domingo, Grupo Especial

20h30: Paraíso do Tuiuti

21h40: Unidos de Vila Isabel

continua após publicidade

22h50: Mangueira

26 de março, sábado, Série Ouro

19h: Inocentes de Belford Roxo

continua após publicidade

20h: Acadêmicos do Sossego

21h: Acadêmicos de Santa Cruz

continua após publicidade

27 de março, domingo, Grupo Especial

20h30: Unidos da Tijuca

21h40: Beija-Flor

continua após publicidade

22h50: Salgueiro

2 de abril, sábado, Série Ouro

19h: União da Ilha do Governador

continua após publicidade

20h: Acadêmicos de Vigário Geral

21h: Unidos do Porto da Pedra

3 de abril, domingo, Grupo Especial

Não haverá ensaio às 20h30

21h40: Mocidade Independente de Padre Miguel

22h50: Acadêmicos do Grande Rio

9 de abril, sábado, Série Ouro

19h: Estácio de Sá

20h: Unidos de Bangu

21h: Unidos de Padre Miguel

10 de abril, domingo, Grupo Especial

Teste de som e luz e tradicional lavagem da pista

22h50: Unidos do Viradouro