Cotidiano

Após França, Espanha e Suécia detectam casos da nova variante do coronavírus

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Após França, Espanha e Suécia detectam casos da nova variante do coronavírus
fonte: Divulgação
Após França, Espanha e Suécia detectam casos da nova variante do coronavírus

Após a confirmação do primeiro caso da nova cepa de Covid-19 descoberta no Reino Unido, as autoridades de saúde da Espanha e Suécia também confirmaram neste sábado (26) as primeiras infecções da variante. 

continua após publicidade

Na Espanha, foram quatro casos vinculados a pessoas que chegaram recentemente do Reino Unido, de acordo com Antonio Zapatero, vice-conselheiro de Saúde Pública da região de Madrid, em uma entrevista coletiva. 

"A situação dos pacientes confirmados não é grave, sabemos que a cepa é mais transmissível, mas não provoca gravidade", disse. 

continua após publicidade

"Não se deve tomar a notícia com nenhum tipo de nervosismo", completou Zapatero. O país tem outros três casos suspeitos da variante, mas ainda aguarda os resultados dos exames. 

A agência sueca de saúde disse neste sábado (26) que a nova variante da Covid-19 foi identificada em um viajante que tinha ido ao Reino Unido para as festas de Natal. Ele estava em Sormland, ao sul de Estocolmo, e este é o primeiro caso registrado no país. 

A Suécia impôs restrições de viagem no início deste mês a passageiros do Reino Unido em meio a preocupações com a variante. 

continua após publicidade

1º caso na França

A França também notificou o primeiro caso da nova variante do coronavírus no país. Segundo o Ministério da Saúde da França, o primeiro caso positivo da nova cepa é de um francês que chegou de Londres no dia 19 de dezembro e testou positivo no dia 21. 

No mesmo dia que registrou o primeiro caso registrado da mutação do coronavírus, a França recebeu as primeiras doses da vacina contra a Covid-19. Imunizantes desenvolvidos pela Pfizer e BioNTech chegaram neste sábado (26) à farmácia central da organização dos Hospitais de Paris. Como em outros países da União Europeia, vacinação começará neste domingo.

continua após publicidade

A mutação do vírus, que segundo os especialistas é mais contagiosa, fez com que mais de 50 países, incluindo a Espanha, adotassem restrições de viagens com o Reino Unido. 

O Japão anunciou neste sábado (26) a proibição de estrangeiros até o final de janeiro de 2021 após registrar a nova cepa do coronavírus em pelo menos cinco viajantes que estiveram no país europeu. 

continua após publicidade

A Índia anunciou no dia 21 de dezembro a proibição de voos com origem no Reino Unido, pelo mesmo motivo, assim como Hong Kong. 

Na América do Sul, Argentina, Colômbia, Chile e Peru decidiram fechar as suas fronteiras aéreas com o Reino Unido devido ao avanço da nova variante do coronavírus. El Salvador e Canadá também impuseram restrições. África do Sul e Marrocos já haviam anunciado a interrupção do tráfego aéreo com o Reino Unido. 

Países da Península Arábica

A Arábia Saudita, o Kuwait e Omã fecharam suas fronteiras e suspenderam os voos comerciais por receio da nova cepa de coronavírus nesta terça-feira. 

Os sauditas já haviam fechado as fronteiras marítimas no domingo. 

As medidas não se aplicam à movimentação de cargas de países onde não foi identificada a nova variante.

As informações são do G1.