Cotidiano

Após cavar lama com enxada, mãe descobre que filha morreu

Por horas, ela fez de tudo para tentar localizar sua filha Maria Eduarda, de 17 anos

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Após cavar lama com enxada, mãe descobre que filha morreu

Gizelia de Oliveira Carminate, de 36 anos, amanheceu nesta quarta-feira (16) diante do monte de lama e destroços no Morro da Oficina, em Petrópolis. Por horas, ela fez de tudo para tentar localizar sua filha Maria Eduarda, de 17 anos. Até receber a confirmação de que jovem havia falecido.

continua após publicidade

Com uma enxada nas mãos, ela chegou ao local antes mesmo dos bombeiros e, num gesto de desespero, usou a ferramenta para cavar e remexer a terra em busca de um sinal de sua filha. “Minha filha está soterrada”, repetia Gizelia.

Ela percorreu diversos pontos possíveis, na base e no alto do terreno, sempre gritando pelo apelido da filha: “Duda! Duda!”

continua após publicidade

A jovem foi uma das vítimas do deslizamento que destruiu dezenas de casas no Morro da Oficina no fim da tarde de terça-feira (15).

Maria Eduarda residia no Rio e estava em Petrópolis para visitar sua afilhada de 2 anos.

A mãe acompanhou de perto o trabalho dos bombeiros ao longo de todo o dia e, nesta tarde, recebeu a confirmação da morte de sua filha, assim como da bebê.

Com informações do Metrópoles.