Cotidiano

Anvisa dará registro a remdesivir, 1º medicamento contra a Covid-19

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Anvisa dará registro a remdesivir, 1º medicamento contra a Covid-19
fonte: Reprodução
Anvisa dará registro a remdesivir, 1º medicamento contra a Covid-19

Nesta sexta-feira (12), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anuncia o registro do primeiro medicamento que terá em bula a recomendação para o tratamento da covid-19, o antiviral Remdesivir.

continua após publicidade

De acordo com o gerente-geral de Medicamentos da Anvisa, Gustavo Mendes, apesar de haver muita discussão sobre o uso do medicamento, a decisão foi tomada com base em "qualidade, segurança e eficácia". O medicamento aprovado é indicado em casos mais graves da doença, nos quais os pacientes se encontram hospitalizados e entubados.

Conforme o registro, o medicamento poderá ser utilizado por adultos e adolescentes, maiores de 12 anos e que pesem no mínimo 40 kg, hospitalizados com quadro de pneumonia e que necessitam de oxigênio, mas desde que o paciente não esteja em ventilação mecânica. 

continua após publicidade

Segundo a Anvisa, os pacientes que tomaram o produto se recuperaram mais rapidamente do que os demais. E, ainda conforme a agência, nenhuma pessoa que usou o medicamento morreu. 

O tratamento com o Remdesivir deve ser utilizado no mínimo 5 dias e no máximo 10 dias.

O Remdesivir é um medicamento sintético usado de forma intravenosa (injetado na veia). Ele age impedindo a replicação viral.

continua após publicidade

Vacina

E, também nesta sexta, a Anvisa liberou o registro definitivo da vacina da AstraZeneca/Oxford contra o novo coronavírus, com etapa de produção no Brasil. O imunizante é o segundo a conseguir registro definitivo no país. 

"A vacina já vinha sendo utilizada pelo uso emergencial no Brasil, mas que agora vai ser registrada aqui na agência com uma etapa de fabricação aqui no Brasil. O que a gente acredita que representa maior autonomia, maior acesso à vacina", relata Gustavo Mendes.