Cotidiano

Acusado de assédio no Egito médico volta ao Brasil

Ele foi detido em 30 de maio, no Cairo, capital do Egito depois que um vídeo onde fez perguntas com insinuações sexuais a uma vendedora

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Acusado de assédio no Egito médico volta ao Brasil
fonte: Reprodução
Acusado de assédio no Egito médico volta ao Brasil

Victor Sorrentino, médico brasileiro do Rio Grande do Sul (RS), detido no Egito após investigação de assédio sexual, já voltou ao Brasil. A informação foi confirmada neste domingo (06) pela sua assessoria por nota emitida a imprensa. 

continua após publicidade

"O cidadão e médico Victor Sorrentino está de volta ao Brasil, após prestar todos os esclarecimentos solicitados e ser liberado pelas Autoridades Egípcias. A prioridade é o reencontro com a família e, oportunamente, vai se manifestar publicamente sobre o ocorrido. A Família Sorrentino agradece a todos que torceram e que, de alguma forma, tiveram participação para que este desfecho ocorresse o mais rapidamente possível", diz a nota. 

Ele foi detido em 30 de maio, no Cairo, capital do Egito depois que um vídeo onde fez perguntas com insinuações sexuais a uma vendedora, acabou viralizando nas redes sociais. 

continua após publicidade

A situação aconteceu em 24 de maio e no dia 25, o médico voltou ao local e se desculpou da atendente. Ele fez novo vídeo pedindo desculpas a ela. 

O Ministério Público egípcio pediu a prisão do brasileiro que foi acusado de "expor a vítima a insinuações sexuais e insinuações com palavras, a sua transgressão aos princípios da família e valores da sociedade egípcia, sua violação da santidade da vida privada da vítima e seu uso de sus conta online privada para cometer esses crimes". 

Na última sexta-feira (04), ele postou o vídeo onde a mulher aparece nas imagens, aceitando as desculpas do médico.

O MP do Egipo e o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, não se manifestaram oficialmente a respeito.

Tags relacionadas: #Assédio #DETIDO #Egito #médico