Cotidiano

A Indústria de Jogos no Brasil Durante a Pandemia

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia A Indústria de Jogos no Brasil Durante a Pandemia
fonte: Westend61/Getty Images
A Indústria de Jogos no Brasil Durante a Pandemia

Mesmo após o início da vacinação, a pandemia ainda não dá sinais de que permitirá um sossego aos brasileiros. Com maior tempo livre em casa, crianças e adultos passaram a dedicar mais tempo ao entretenimento como forma de distração das medidas de isolamento social. Por isso, indústrias como as de jogos se beneficiaram desse momento.

continua após publicidade

Enquanto mais de um bilhão e meio em dólares foi gerado na indústria de jogos em 2020, um subsetor está a passos curtos, aguardando a legalização. Trata-se do iGaming, ou o setor de cassinos e apostas em jogos online, que só podem ser realizadas em sites estrangeiros. Em plena expansão desde 2016, só não se expande mais rápido pela limitação a empresas e estabelecimentos brasileiros.

Então, por um lado, o público maior de idade teve à sua disposição os melhores cassinos online do Brasil, com caça-níqueis e jogos ao vivo que simulam cassinos de verdade. Até poucos anos atrás, a oferta desse tipo de jogo não era algo comum por aqui. Os sites se adaptam ao público brasileiro, cobrindo parte do gargalo resultante da fraca legislação.

continua após publicidade

Já jogos com foco em competição, os famosos Esports, atraíram todos os públicos. Embora nem tudo tenha sido favorável a essa indústria - vide o cancelamento de eventos - o mercado de games apresentou dados de crescimento que parecem ter vindo para ficar.

Como Foi o Ano de 2020 para a Indústria dos Games?

Do lado das más notícias para os gamers, além das tragédias trazidas pela pandemia, estiveram o cancelamento de eventos como o Brasil Game Show 2020. A décima terceira edição foi adiada para este ano, mais precisamente outubro de 2021.

continua após publicidade

Enquanto os jogadores com maior tempo livre passaram a adquirir mais jogos, gerando crescimento na indústria, os desenvolvedores e estúdios tiveram que se adaptar. Por exemplo, o estúdio Aoca Game Lab, que se virou com o home office dos colaboradores e viu seus principais eventos presenciais serem cancelados em 2020.

Um dos principais problemas para os pequenos estúdios com o trabalho nesse estilo era o constante download por diversas pessoas em locais diferentes dos arquivos de trabalho. Por outro lado, não é tão difícil para esse tipo de empresa se organizar digitalmente em termos de divisão de tarefas.

O Grande Sucesso dos Jogos Sociais

continua após publicidade

Como os seres sociais que somos, é normal que a diminuição da interação durante a pandemia tenha levado jogadores a procurar jogos multiplayer. Um bom exemplo foi o sucesso de Among Us, que continua despontando como aplicativo favorito nas lojas.

Para este ano, lançamentos como League of Legends: Wild Rift e Pokémon: Unite são grandes promessas. Com interação e partidas em equipe à sua maneira, esses jogos deverão fazer parte dos jogos mais baixados após o lançamento. Mesmo com o retorno das aulas e com a menor proporção de empresas em home office, a indústria espera manter o seu crescimento.

Para Onde Vai a Indústria de Jogos no Brasil em 2021?

A estimativa é de que cerca de US$1,6 bilhão em receita tenha sido gerado somente em 2019 no Brasil, de acordo com a PwC. Os números de 2020 foram possivelmente maiores, e acredita-se que 2021 será ainda melhor. Pensando nisso, a Abragames (Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Digitais) fechou um acordo com o Sebrae para capacitar empresas da indústria de jogos, tornando-as atrativas para o investimento.

Não há dúvidas que não faltam talento e habilidade para os desenvolvedores brasileiros. Com o sucesso desse plano e a entrada de investimentos, os estúdios brasileiros terão capacidade de produzir jogos capazes de mobilizar muito mais receita para a indústria.