Cotidiano

90 anos da Revolução de 32 tem novidades; veja eventos

José Maria Tomazela (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

As comemorações dos 90 anos da Revolução Constitucionalista de 1932, data histórica que transcorre neste sábado, 9 de julho, movimentam cidades em todo o Estado de São Paulo. Os eventos voltam a ter público, o que não aconteceu nos dois últimos anos devido à pandemia de covid-19. Na capital, as comemorações se concentram no Obelisco do Ibirapuera, onde serão sepultados os restos mortais de mais nove ex-combatentes. No interior, mais de uma centena de cidades realizam solenidades e desfiles em homenagem aos heróis da guerra paulista.

continua após publicidade

Na manhã desta sexta, policiais militares fizeram uma encenação no Salão dos Passos Perdidos do Palácio da Justiça, no centro de São Paulo, em homenagem aos ex-combatentes. O desfile deste sábado começa às 9 horas no Obelisco do Parque Ibirapuera, com a participação de várias unidades da Polícia Militar, integrantes da Sociedade Veteranos de 32 - MMDC e de autoridades. Haverá a troca do comando honorário do simbólico Exército Constitucionalista, com o professor Adilson César assumindo o posto em lugar da atual comandante, Maura Oliveira.

"Como não temos mais ex-combatentes vivos, quem assume o comando são os descendentes deles", explicou Rodrigo Gutenberg, do MMDC. Em seguida, será feita a entrada no Mausoléu do Obelisco dos restos mortais de nove ex-combatentes admitidos na galeria de heróis de 32. Conforme Gutenberg, os restos mortais foram trasladados de cemitérios onde os corpos estavam sepultados. Os nomes só serão revelados durante o evento.

continua após publicidade

O Museu da Imagem e do Som (MIS), na capital, inaugura, também neste sábado, uma exposição gratuita em homenagem aos 90 anos da Revolução Constitucionalista de 1932. A mostra 1932: Revolução, Constituinte e Cidadania - A força de um ideal, ocupará até o dia 11 parte do 2º andar do museu. Conforme o MIS, a exposição foi desenhada e concebida para ser imersiva e contemplativa, com peças e cenários recriados a partir de pesquisas e fotos, que ilustram de forma didática o panorama brasileiro e mundial na década de 1930, ao transportar o visitante para os 90 dias da revolução.

Além de conferir itens históricos originais, fotografias, instalações e textos que elucidam questões da época, o visitante terá a oportunidade de vivenciar tudo o que ocasionou o conflito até seus desdobramentos históricos, tecnológicos e políticos gerados pelo movimento Constitucionalista - o objetivo da exposição é tornar o assunto mais acessível para o público. A museologia é de Beatriz Cruz e a arquitetura de Icaro Heuza.

O conteúdo relembra a morte dos quatro jovens conhecidos como "MMDC", cita a alternância da "Política do Café com Leite" e passa pela modernização das indústrias paulistas. A exposição ainda realça a influência do rádio como meio de comunicação e informações do front, dá um vislumbre do que eram as trincheiras e seus "aparatos" bélicos, apresenta ao visitante o trem blindado, - terror das tropas getulistas estrategicamente posicionado na entrada do "Túnel da Mantiqueira".

continua após publicidade

A "Proeza Paulista", ato de ousadia cometido por pilotos paulistas que, ao sobrevoarem o Rio de Janeiro, em vez de bombardearem então capital do País, despejaram folhetos explicando aos cariocas o movimento Constitucionalista, também é retratada. Os visitantes terão acesso a um mapa interativo para conhecer os locais onde ocorreram conflitos e visualizar as movimentações das tropas envolvidas.

Trincheira com pão de guerra

Tomar café em uma trincheira, acompanhado do "pão de guerra", uma receita do pãozinho largamente usado para alimentar as tropas nas trincheiras e a população durante o conflito de 32, são alguns dos programas previstos no evento 1932/2022 Experience, que começa no dia 9 e vai até o dia 2 de outubro, em Itapira, interior de São Paulo. Uma megaexposição de objetos, cartazes e documentos vai ocupar as instalações do Hotel Fazenda Juca Mulato, área que foi palco de combates durante a Revolução.

continua após publicidade

O acervo principal, da coleção particular do pesquisador Cláudio Luiz Senise, inclui os cartazes originais da Campanha do Ouro, todos os modelos de alianças fabricadas para serem dadas em troca das doações, bandeiras paulistas originais do período, maços de cigarros distribuídos nas frentes de combate e capacetes com artes de trincheiras. Entre as peças únicas, uma barra de prata feita com o que sobrou da campanha, além de todas as cédulas e moedas produzidas em São Paulo durante a Revolução. Os visitantes podem ainda conhecer a Rota 32, um percurso ciclístico de 70 km por fazendas e campos onde aconteceram batalhas. Durante a mostra será lançado o projeto 100 anos, com contagem regressiva para o ano de 2032.

Em Itu, será aberta neste dia 9 uma exposição dedicada à Revolução Constitucionalista de 1932 organizada pelo Museu Republicano, da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com o Museu da Música - Itu, a partir de documentos textuais, jornais, livros e peças de acervo das duas instituições ligados a esse período histórico. A mostra será no Centro de Estudos do Museu Republicano, que ocupa a Casa do Barão, prédio histórico, na Rua Barão do Itaim, a mesma do museu.

continua após publicidade

Peças do acervo foram doadas por familiares de cerca de 300 jovens que se juntaram para formar o 3º Batalhão de Caçadores Voluntários Paulistas e lutar na revolução. De farda e capacete que foram usados pelos soldados a partituras e hinos para as tropas compostos durante o período, a exposição também vai apresentar como foi a participação das mulheres na luta. Na abertura, às 10 horas, haverá a leitura de poemas de Guilherme de Almeida, o poeta de 32.

Em Piracicaba, haverá ato cívico e abertura da exposição "Revolução Constitucionalista de 1932: 90 anos de História", às 10 horas, no Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes. Ao fim do evento, sairá um desfile cívico em direção à Praça José Bonifácio, no centro, para um tributo aos heróis de 32 no Monumento do Soldado Constitucionalista. Em Campinas, o 9 de Julho será comemorado com solenidade cívico militar, às 9 horas, no Mausoléu da Praça Voluntários de 32.

Festival de rock

Uma fazenda ocupada pelas tropas de Getúlio Vargas em 32 será o palco das comemorações em Jaguariúna. Na Fazenda da Barra as tropas vindas de Minas Gerais montaram um quartel general que serviu de base para ataques a Campinas e outras cidades da região. A 13ª Brigada de Infantaria Mecanizada apresentará equipamentos bélicos, entre eles o blindado Jaguariúna. Haverá exposição de veículos militares antigos e de artefatos bélicos, além do acervo de colecionadores da Revolução.

Um tradicional festival de rock, em Cruzeiro, este ano será o Revolution Rock Festival, em homenagem aos 90 anos de 32. Neste fim de semana, cinco bandas de rock e blues vão se apresentar, na Aldeia do Rock, com evocações à guerra paulista. A Associação Brasileira de Preservação Ferroviária vai realizar um passeio técnico de locomotiva pelo trecho urbano restaurado da ferrovia Minas-Rio, por onde passou o "trem blindado" dos paulistas em 32.

Em Areias, durante o Mob Lit 2022, uma feira literária com palestras e shows, será aberta a exposição "Achados da Revolução de 32", às 10 horas, na Praça Bom Jesus, com a participação do pesquisador Erike Silva, Caçador de Histórias. Haverá solenidades também no Mirante da Revolução, inaugurado este ano pela prefeitura.