Cotidiano

Conheça 7 novas profissões que despontaram com a tecnologia

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Conheça 7 novas profissões que despontaram com a tecnologia
Conheça 7 novas profissões que despontaram com a tecnologia

As novas tecnologias estão mudando o mundo rapidamente e com elas o mercado trabalho também tem passado por uma enorme transformação. A nova economia digital tem foco na inovação e, por conta disso, demanda trabalhadores que sejam altamente flexíveis, curiosos e que estejam aprimorando constantemente suas habilidades técnicas, criativas e sociais.

continua após publicidade

Só nas últimas duas décadas, dezenas de profissões surgiram graças aos avanços tecnológicos – algumas muito bem remuneradas, outras um pouco menos, mas todas altamente inovadoras. Seja em startups, plataformas virtuais ou nas fábricas inteligentes da indústria 4.0, hoje há diversos profissionais atuando em carreiras que não existiam na virada do século. Confira a seguir alguns desses novos empregos. 

YouTuber 

continua após publicidade

Com estrelas como Felix Kjellberg, mais conhecido como PewDiePie, faturando mais de 12 milhões de dólares ao ano para jogar videogames em seu canal no YouTube, não é de se admirar que muitas pessoas pensem que ser um YouTuber é o trabalho mais legal do mundo. A profissão, também conhecida como criador de conteúdo do YouTube, costuma atrair muitos criativos, cinegrafistas e produtores de vídeos. A procura é tanta que a própria plataforma disponibiliza uma série de cursos e workshops para os criadores aprenderem e aprimorarem suas habilidades. 

Os YouTubers mais populares incluem comentaristas de videogame, maquiadores e vloggers, que podem falar sobre qualquer coisa (críticas, tutoriais, opiniões, comédia), mas é a sua capacidade de capturar espectadores, acumular inscrições e obter patrocínios que costuma render um bom dinheiro. Com quase 30 bilhões de visitas mensais, o YouTube é o segundo site mais acessado do mundo, logo atrás do Google e à frente do Facebook.   

Jogador de poker online

continua após publicidade

Outra profissão em alta é a de jogador de poker online. Porém, para ganhar a vida jogando cartas profissionalmente, e fazer disso uma carreira de sucesso, é necessário muito estudo e dedicação, assim como uma boa dose de disciplina e planejamento. Além disso, o poker online evolui constantemente, de modo que o jogador precisa se atualizar sempre para continuar vencendo.

Exemplo de sucesso nessa jornada é o jogador paulista Alex Brito, que recentemente conquistou o maior prêmio na história do poker brasileiro, faturando o equivalente a cerca de R$ 6 milhões em um torneio online. Há cerca de um ano e meio, Brito ficou desempregado e tomou a decisão de transformar o hobby em uma profissão sob o nick "AAAArthur". Sua história de sucesso não é a única: o Brasil conta com nove jogadores de poker online entre os 50 melhores do mundo, segundo o ranking do PocketFives, um site especializado no assunto.

Conheça 7 novas profissões que despontaram com a tecnologia fonte: Reprodução

Designer de UX e UI

continua após publicidade

Também conhecido como especialista em UX e UI, essa função envolve analisar a experiência do usuário (UX) e criar a interface do usuário (UI) para produtos como sites, dispositivos móveis ou softwares. Na maioria das vezes, os designers de UX e UI trabalham com a tecnologia da informação, garantindo sua usabilidade. Os salários costumam ser altos, dependendo das habilidades técnicas do profissional, sendo que um diretor de UX e UI pode ganhar mais de R$ 20 mil por mês.

Engenheiro de inteligência artificial

continua após publicidade

A inteligência artificial (AI) ainda é uma indústria bastante incipiente e, por conta disso, carece de funcionários qualificados. Hoje, ela é mais comumente utilizada na criação de processos e serviços automatizados, sendo bastante popular nos setores jurídico e financeiro. Os engenheiros de inteligência artificial são os responsáveis por projetar e manter esses sistemas em operação. Por serem profissionais escassos no mercado de trabalho eles podem ganhar muito dinheiro – sobretudo se ajudarem na criação de novos produtos de AI.

Especialista em SEO

Para conseguir aparecer nas primeiras posições do Google (ou outras ferramentas de busca como o Baidu e o Yandex, bastante populares na China e na Rússia, respectivamente), hoje é imperativo que os sites sejam construídos e atualizados com base em boas práticas de SEO (Search Engine Optimization). Para atender essa necessidade, os especialistas em SEO são responsáveis por analisar requisitos técnicos, conduzir testes e desenvolver conteúdos para aumentar o tráfego dos sites. 

continua após publicidade

Para se tornar um especialista em SEO é preciso ter um conhecimento profundo de pesquisa de palavras-chave, produção de textos otimizados e comportamentos dos mecanismos de busca. Não existe uma formação específica para esta área, mas geralmente os profissionais são oriundos das áreas de TI e comunicação. 

Conheça 7 novas profissões que despontaram com a tecnologia fonte: Reprodução

Atletas de eSports

Com uma audiência estimada em 500 milhões de espectadores e prêmios que podem chegar até 30 milhões de dólares, os eSports ou esportes eletrônicos são uma indústria em franco crescimento, embora ainda desconhecida por muitos. Os atletas de eSports são jogadores profissionais e de elite que se especializam em algum jogo em particular (entre eles o Dota 2, Counter Strike, Fortnite e League of Legends) e são contratados por equipes para competir em torneios ao redor do mundo. 

Eles geralmente começam em competições amadoras até ganharem visibilidade e assinarem um contrato. A rotina de um atleta de eSports envolve muito treino, além disso os jogadores precisam trabalhar com gerentes, administradores e analistas. Eles costumam ainda participar de eventos dos patrocinadores, entrevistas com jornalistas e encontros com os fãs.

Analista de dados

Também conhecido como minerador de dados ou arquiteto de dados, esse é outro trabalho de ponta e a demanda deve aumentar rapidamente. Um analista de dados “garimpa” e analisa grandes quantidades de informações que, por sua vez, auxiliam as empresas na tomada de decisões estratégicas como no marketing e lançamento de produtos, por exemplo. Dependendo dos dados que precisam ser analisados, é uma profissão que pode exigir conhecimento de estatística, ciência da computação e matemática. Os salários chegam a R$ 12,5 mil.

Essas são apenas algumas das inúmeras profissões que despontaram com a tecnologia nas últimas duas décadas. E a expectativa é que diversas outras surjam com novos avanços tecnológicos nos próximos anos. 

Tags relacionadas: #PROFISSIONAIS #Tecnologia