Cotidiano

Homem morto por covid-19 buscou ajuda na UPA de Curitiba e quadro evoluiu rapidamente

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Homem morto por covid-19 buscou ajuda na UPA de Curitiba e quadro evoluiu rapidamente
Homem morto por covid-19 buscou ajuda na UPA de Curitiba e quadro evoluiu rapidamente

O metalúrgico de 57 anos, que morreu por coronavírus em Curitiba nesta terça-feira (8), começou com sintomas há uma semana, quando procurou ajuda em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Como os sintomas eram leves, foi liberado e continuou até trabalhando e usando o ônibus do transporte coletivo, de acordo com a família. Dias depois se sentiu mal novamente, voltou a UPA e foi medicado, sendo pedido o isolamento domiciliar. Já no sábado o quadro se agravou e ele foi levado até o Hospital Evangélico Mackenzie, onde foi entubado e morreu nesta terça-feira (7).

continua após publicidade

Uma familiar próxima do metalúrgico contou que ele começo sentindo dores pelo corpo. “Ele foi para a UPA na semana passada e falaram que estava com gripe, porque não tinha febre. Continuou até trabalhando e, como não melhorou, voltou para o UPA, onde pediram para ficar isolado. Deram paracetamol e só. No sábado, levaram ele para o Hospital Evangélico, porque estava muito mal. Foi entubado e ficou na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Daí, na segunda-feira confirmou o Covid 19 e na terça-feira morreu”, explicou.

Com o surgimento dos primeiros sintomas o metalúrgico chegou a usar o ônibus para trabalhar. A família não sabe como ele contraiu o coronavírus. “Não dá para saber quando ele pegou”, disse a parente, que lamentou também a forma em que a despedida acontece. “Colocam em um saco preto e você nem vê nada. A sensação é de você não saber se está enterrando um familiar seu mesmo”, disse.

continua após publicidade

A familiar lamentou quem brinca que o coronavírus é uma ‘gripezinha’. “Ele era do grupo de risco, com hipertensão e diabetes, mas a gente nunca espera que isso vá acontecer.  Era uma pessoa especial, que tinha um carinho enorme pela gente. Eu estou muito abalada por não poder dar um último adeus para ele. Ele não merecia isso”, concluiu, muito emocionada.

Mortes em Curitiba

Quando confirmada pela Secretária Municipal de Saúde, esta será a quarta morte por coronavírus na capital paranaense. As outras vítimas são duas mulheres, de 56 e 87 anos, além de um homem de 94, que morreram na segunda-feira (6). Até o momento, a capital tem 205 casos confirmados de coronavírus, com 79 pacientes recuperados.

continua após publicidade

Resposta Prefeitura de Curitiba

Pela manhã, a Banda B pediu uma nota sobre o caso à administração municipal, que disse que atualizações sobre os casos de coronavírus serão passados no boletim oficial na tarde desta quarta-feira.

(Banda B)