Tribuna do Norte Online
Saiba Agora
Últimas notícias
    Você está em

    Cotidiano

    Sessenta e nove pessoas já morreram por dengue no Paraná

  • Foto por
    Escrito por Redação
    Publicado em 31/03/2020 Editado em 31/03/2020

    O boletim da dengue divulgado nesta terça-feira (31) pela Secretaria da Saúde do Paraná registra 69 óbitos confirmados por dengue no Estado; são 12 mortes a mais que o informe anterior.

    “Estamos em epidemia no Paraná e o combate ao mosquito transmissor deve ser constante; os números estaduais mostram que a dengue exige alerta diário para eliminação dos criadouros e a população deve estar atenta às medidas preventivas, pois 90% dos focos do Aedes Aegypti estão nos domicílios”, afirma o secretário estadual da Saúde,  Beto Preto.

    Os óbitos confirmados nesta semana são de moradores de : Foz do Iguaçu, 88 anos, feminino, com quadro associado de hipertensão arterial;  Cascavel, 81 anos, masculino, sem fator de risco associado; Florestópolis, 79 anos, feminino, sem outra comorbidade associada; Barbosa Ferraz , 76 anos, feminino, com doença cardíaca, pulmonar e hipertensão arterial;  Atalaia, 65 anos, feminino, com hipertensão arterial, insuficiência renal e cirrose; Centenário do Sul, 63 anos, masculino, com doença crônica no fígado; Juranda, 61 anos, masculino, com hipertensão e doença renal crônica; Itaúna do Sul, 60 anos, masculino, com doença renal crônica; Medianeira, 45 anos, feminino, sem comorbidade associada;  Primeiro de Maio, 43 anos, feminino, com hipertensão arterial, Rolândia, 16 anos, masculino, sem comorbidade, e Sarandi , 8 anos, masculino, também sem quadro de outras doença associada.

    O boletim desta terça-feira (31) mostra 87.900 casos confirmados de dengue, com um acréscimo de 14,67% em relação a semana anterior, são 11.245 mil novos casos confirmados.O Estado soma 204.807 notificações para dengue e 364 municípios atingidos.Na situação de epidemia de dengue estão 177 cidades e em situação de alerta, estão 32.Remoção - “O Estado tem promovido ações de remoção mecânica dos criadouros; já reproduzimos a atividade em  20 cidades que começaram a apresentar redução na curva de incidência”, explica Beto Preto.

    Há duas semanas, o Comitê Intersetorial de Controle da Dengue no estado,  promoveu mais uma ação de vistoria com remoção de criadouros em 17 cidades e com o apoio de soldados do exército e de militares estaduais. “A vistoria atingiu mais de 5 mil imóveis com considerável retirada de lixo e de foco do mosquito; isso comprova mais uma vez, que a eliminação do criadouro feita manualmente é a melhor forma de combater o transmissor da dengue e esta é uma tarefa de todos” disse o secretário Estadual da Saúde.

    “Sugerimos, inclusive, que este tipo de vistoria minuciosa nos quintais e em ambientes internos de residência, empresas e órgãos públicos seja feito neste período em que a população esta em casa, se resguardando do coronavírus”, ressaltou Beto Preto. 

     “Vamos aproveitar e concentrar nossos esforços para cuidarmos mais ainda da nossa saúde combatendo a dengue; destacamos sempre que a dengue mata e já temos 69 óbitos neste período epidemiológico, que teve início em agosto do ano passado.”

    Análise – Em 2018, o Paraná registrava neste mesmo período do ano 2.023 casos confirmados de dengue. Nesta semana, com 87.900 casos, o incremento é de 4.245%.


    Saiba como o Providência se adaptou para o enfrentamento do coronavírus

    Saiba como o Providência se adaptou para o enfrentamento do coronavírus

    TNTV

    Saiba como o Providência se adaptou para o enfrentamento do coronavírus

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!

    Deixe seu comentário sobre: "Sessenta e nove pessoas já morreram por dengue no Paraná"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

    Principais matérias