Cotidiano

Paraná tem 54 casos confirmados do novo coronavírus 

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Paraná tem 54 casos confirmados do novo coronavírus 
Paraná tem 54 casos confirmados do novo coronavírus 

Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou o novo boletim do coronavírus neste domingo (22), contabilizando 54 casos confirmados da doença no Paraná. Os novos casos são de Curitiba (3), Foz do Iguaçu (3), Cianorte (1), Colombo (1), Pinhais (1).

continua após publicidade

Os 11 pacientes deste boletim são: seis homens e cinco mulheres com idades entre 17 e 54 anos e que estiveram na Itália, Emirados Árabes, Miami e/ou contato com casos confirmados fora do Estado.

A Sesa adotou uma nova metodologia para análise de casos. Anteriormente prevalecia o município de notificação, agora é considerado o município de residência. Isso facilita o monitoramento e assegura maior capacidade de verificação e possível circulação do vírus nas localidades pelas equipes de saúde.

continua após publicidade

Houve alterações de dados. Foram retiramos três casos de Curitiba, onde dois pacientes são moradores de São Paulo, e um de Pinhais, e que foram notificados na capital paranaense. Um caso registrado em Umuarama foi alterado para Cianorte, visto que o paciente recebeu o atendimento em Umuarama, mas reside em Cianorte.

DADOS – Todas as notificações pelos serviços de saúde de síndromes respiratórias passam a constar agora no boletim como casos em investigação.

A medida cumpre a Portaria nº 454/2020, do Ministério da Saúde, que estabelece novos critérios e procedimentos.

continua após publicidade

O Paraná, no entanto, não tem nenhum caso de transmissão comunitária.

Com a nova divulgação dos casos em investigação, a Sesa garante ainda maior transparência e efetividade de informação, evitando assim dados desencontrados ou até mesmo desinformação.

Hoje são 1.354 casos em investigação – já com a nova metodologia –, 159 casos descartados.

Boa parte dos casos em investigação já foram testados pelo Lacen e já foram negativados, mas não constam no sistema do Ministério da Saúde em razão da instabilidade da plataforma.