Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Coritiba muda nove jogadores na escalação, vence em Londrina e amplia série invicta

.

O Coritiba venceu por 3 a 2 o Londrina, no domingo (2) à tarde, no Estádio do Café, pela 5ª rodada do Campeonato Paranaense. Com o resultado, o time da capital ficou em 2º lugar, com 11 pontos. A equipe do Interior está na 5ª colocação, com 9 pontos. Após as 11 rodadas da 1ª fase, os oito primeiros avançam para as quartas de final.

Os gols do Coritiba foram marcados pelo meia Ruy (dois) e pelo centroavante Sassá.

O técnico do Coritiba, Eduardo Barroca, mudou os planos para a partida em Londrina. Antes, a previsão era fazer um rodízio de jogadores nas quatro primeiras rodadas do Paranaense e, depois disso, usar força máxima a cada partida. No entanto, ele poupou os principais atletas neste domingo. “Diante da série de lesões que tivemos optamos por não colocar em risco jogadores principais”, declarou, para a reportagem do Dazn, antes do jogo iniciar. Na próxima quarta-feira, o Coxa estreia na Copa do Brasil, atuando em Manaus.

DESEMPENHO
Em relação ao desempenho, o Coritiba não foi bem no primeiro tempo, com a linha defensiva lenta e distante do meio-campo, além de dificuldades para sair jogando. O meio-campo e o ataque quase não participaram do jogo. Na primeira etapa, o Londrina foi superior na parte física e conseguiu usar a velocidade dos pontas para sufocar o adversário.

O time do Interior cansou no segundo tempo, recuou e perdeu o controle do jogo. O Coritiba avançou e passou a comandar a partida, com facilidade para sair jogando e trocar passes no meio.

INVENCIBILIDADES
Com o resultado, o Coritiba completou 18 jogos seguidos sem perder. A última derrota foi em 5 de outubro – 2 a 0 para o Paraná Clube, na Vila Capanema, pela Série B.

ESCALAÇÃO DO COXA
O técnico Eduardo Barroca fez nove mudanças em relação ao último jogo. Só Renê Júnior e Thiago Lopes permaneceram na equipe. As principais novidades foram a estreia do lateral-direito Natanael (18 anos, promovido da base) e o retorno do meia Ruy (29 anos, que estava emprestado ao Vitória em 2019). Titulares importantes como Rhodolfo, Matheus Sales, Rafinha e Robson nem viajaram para Londrina.

ESQUEMA TÁTICO
O esquema tático foi o 4-1-4-1 de sempre, com Renê Júnior como único volante. A linha de quatro tinha Ruy e Matheus Bueno centralizados, além de Wellissol e Thiago Lopes nas extremas. Durante o jogo, o Coritiba também variou para o 4-2-3-1, com Ruy mais avançado e Matheus Bueno recuado.

DESFALQUES
Os desfalques eram Galdezani, Gabriel, Wanderley, Nathan Ribeiro, Giovanni e Nathan Silva, todos em recuperação.

ESCALAÇÃO DO LONDRINA
O Londrina não tinha o volante Julio Rusch e o ponta Igor Paixão, ambos emprestados pelo Coritiba e vetados por cláusula contratual. As baixas por lesão eram Miullen, Matheus Bianqui, Thiago Henrique, Marcondes, Denner, Vitinho e Hélder.

PRIMEIRO TEMPO
O Londrina forçou o ritmo desde o início, marcou avançado e apostou na velocidade de Marcelinho pela ponta-direita. O jogo virou uma disputa física e o Coritiba não conseguiu se adaptar. Teve dificuldades para sair jogando, quase não trocou passes com lucidez no meio-campo e dependeu de raríssimas jogadas individuais para atacar. No geral, o Tubarão foi melhor na primeira etapa e Ruy salvou o Coxa. O time do Interior fez 1 a 0 aos 24, em cruzamento de Marcelinho e finalização de Junior Pirambu. O Coxa empatou aos 39, em chute de fora da área de Ruy, que desviou no zagueiro e matou o goleiro. O Tubarão fez 2 a 1 em chute da meia-lua de Junior Pirambu e Ruy empatou tudo de novo aos 47, em bela cobrança de falta.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo teve novo cenário. O Londrina não conseguiu manter o forte ritmo da primeira etapa e recuou. O Coritiba avançou, conseguiu trabalhar a bola no meio-campo e passou a controlar o jogo. A virada veio aos 11. Sassá sofreu pênalti. Ele mesmo cobrou e converteu: 3 a 2. Foi o primeiro gol dele pelo novo clube. Depois disso, o Tubarão não conseguiu reagir e demonstrou desgaste físico. O Coxa manteve a posse de bola como prioridade e atacou apenas em momentos estratégicos.

Aos 21, a primeira substituição do Coxa. O zagueiro Sabino saiu lesionado. Entrou o zagueiro Rodolfo Filemon. Aos 30, saiu o meia Ruy e entrou o centroavante Igor Jesus, que ficou improvisado na extrema, pelo lado esquerdo. Aos 36, saiu o meia Thiago Lopes e entrou o zagueiro Caetano.

Bem Paraná

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber