Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Com um jogador a mais, Paraná perde com gol aos 52 e vê fim de tabu

.

O Paraná Clube perdeu por 2 a 1 para o FC Cascavel, nessa quinta-feira (dia 30) à noite na Vila Capanema, pela 4ª rodada do Campeonato Paranaense. Com o resultado, o time da capital ficou em 9º lugar, com 5 pontos. A equipe do Interior está na 2ª colocação, com 9 pontos. Após as 11 rodadas da primeira fase, os oito melhores avançam para as quartas de final.

Pela próxima rodada, no domingo, o Paraná Clube vai enfrentar o time principal do Athletico, na Arena da Baixada.

O time da capital saiu na frente no placar, com Robson, aos 38 do 1º. Aos 13 do 2º, o Cascavel empatou com Paulo Sérgio. O clube do Interior teve jogador expulso aos 20 e, mesmo assim, conseguiu a vitória aos 52 minutos do 2º tempo.

FIM DO TABU
O Paraná nunca havia perdido para adversários de Cascavel, independente do local da partida. Contra o FC Cascavel, eram três vitórias do Paraná e dois empates. Contra o extinto Cascavel E.C., o Tricolor da Vila Capanema ganhou 12 duelos, empatou três e não perdeu nenhum. Contra o Cascavel CR, foram 11 vitórias do Paraná e dois empates.

ESTILO DE JOGO
Em relação ao desempenho, o Paraná mudou seu estilo de jogo. Nas partidas anteriores, usou o contra-ataque, a bola longa e a velocidade dos pontas como principais armas. Dessa vez, tentou construir na base da paciência, com passes curtos. Outra novidade foi a movimentação dos laterais e volantes, que ganharam bastante liberdade ofensiva. A adaptação não foi fácil e o time cometeu vários erros. No entanto, chegou ao primeiro gol dessa forma. Depois da expulsão do zagueiro do Cascavel, a equipe da capital se perdeu em campo e teve desempenho pífio, sem conseguir atacar e ficar completamente vulnerável no contra-ataque.

O índice de precisão das duas equipes foi baixo durante toda a partida, que ficou marcada pela disposição física e por brigas.

CONFUSÃO
Aos 42 minutos do 2º tempo, os técnicos das duas equipes, Caranhato e Allan Aal, discutiram rispidamente na beira do campo. Os dois foram expulsos. A briga desencadeou uma confusão generalizada no túnel de acesso aos vestiários, com jogadores trocando ameaças e empurrões. Depois disso, a partida ficou tensa e tumultuada.

ESCALAÇÃO
O técnico Allan Aal não tinha os volantes Jhony Douglas, lesionado, e Bruno, suspenso. Com isso, Kaio e Rafael França entraram na equipe. Outras novidades foram o centroavante Rodrigo Rodrigues e o meia Thiago Alves nas vagas de Rafael Furtado e Raphael Alemão.

O esquema tático foi o 4-2-3-1 das rodadas anteriores, com Robson (direita), Andrey (esquerda) e Thiago Alves (centro) na linha de três do setor ofensivo.

PRIMEIRO TEMPO
A nova postura do Paraná, jogando com passes curtos desde a defesa até o ataque, trouxe problemas já no início, aos 5 minutos. Kaio errou passe na defesa e Paulo Sérgio (ex-Flamengo e Paraná) ficou na cara do gol. Ele chutou para fora e perdeu gol feito. Depois disso, a partida foi equilibrada, com o time da capital melhor na armação, mas fraco no setor ofensivo. O Cascavel levou perigo em dois momentos – além da chance de Paulo Sérgio, o ponta Henrique Santos (ex-Athletico-PR e Paraná) fez boa jogada individual e chutou para fora. O Paraná construiu duas boas jogadas e fez o gol aos 38.

SEGUNDO TEMPO
O FC Cascavel avançou e pressionou a saída de bola no segundo tempo. O Paraná tentou manter a mesma postura, saíndo da defesa para o ataque com passes curtos, mas sofreu. O jogo ficou equilibrado. Aos 11, troca na ponta-esquerda do Paraná: saiu Andrey e entrou Mosquito. Aos 12, França errou passe na defesa. Lucas Tocantins invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Alisson. Pênalti. Paulo Sérgio cobrou, Alisson espalmou e atacante marcou no rebote. O atacante do FC Cascavel é o artilheiro da competição, com quatro gols.

EXPULSÃO E NERVOSISMO
Aos 20, o zagueiro Marcel, do Cascavel, tentou atrasar uma cobrança de falta do Paraná. Ele levou o 2º amarelo no jogo e, com isso, acabou expulso. O Paraná ficou com um jogador a mais. Aos, 23 saiu o volante Kaio e entrou o meia Dudu Feitoza. Aos 28, saiu o extremo Robson e entrou o centroavante Rafael Furtado. O time da capital demonstrou nervosismo a partir dali e passou a errar demais. Não criou chances. Aos 30, Kazu cometeu falta violenta em Tocantins e poderia ser expulso, mas recebeu apenas amarelo.

O gol da vitória do Cascavel saiu aos 52, em lançamento perfeito de Quaresma para Adenilson, que entrou nas costas da defesa e tocou na saída do goleiro.

Bem Paraná

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber